Primo mata bebê de 11 meses e fere mais 4 pessoas da mesma família, em Brumadinho, na Grande BH

Uma criança de 11 meses morreu e quatro jovens ficaram feridos por disparos feitos por um primo na noite dessa terça-feira (23), em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com o boletim de ocorrência, Eduardo Jorge Pinto, de 28 anos, confessou o crime a policiais logo após ser preso.

Eduardo também disse, conforme consta no BO, que tem problema com drogas e que a motivação do crime seria uma represália pela tentativa de internação compulsória dele para tratamento do vício. Ele já tem outras passagens pela polícia.

O homem, segundo a polícia informou, chegou à casa da família, no bairro Tejuco, no início da noite. Ele estava pilotando uma motocicleta vermelha quando parou em frente à residência e conversou, em tom de ameaça, com os primos. Eduardo teria dito: ‘Hoje vocês vão ver quem eu sou!’.

Depois da ameaça, Eduardo deixou a casa e, em seguida, voltou armado. Ele atirou contra cinco primos, com idade entre 11 meses e 25 anos.

Primeiro, os disparos foram contra uma adolescente de 15 anos que estava na porta da casa. Os demais jovens que estavam junto dela correram para dentro do imóvel. Eduardo os perseguiu e baleou dois deles, de 14 anos, e também o bebê Enzo Gabriel Ambrósio, que não resistiu e morreu. A criança completaria um ano no mês de setembro.

Quando o atirador deixava a casa, outro primo, de 21 anos, João Vitor Ferreira, chegava de carro e tentou barrá-lo jogando o veículo em cima de Eduardo, mas também terminou baleado. João perdeu o controle do carro e bateu em um ponto de ônibus.

O criminoso tentou fugir a pé, mas foi localizado pela polícia. Uma arma foi apreendida com ele.

A avó do bebê lamentou a morte da criança.

“ A mãe dele já estava com os ‘trem’ tudo pago para fazer a festinha dele de um aninho. Foi o último sorriso que ele me deu, me chamou de avó. É muito difícil essa dor, é muito … Eu quero justiça mesmo. Tirar a vida de uma criança de 11 meses é muito doloroso para uma mãe, para uma avó, para a família. A gente quer justiça!”, disse Rosana Pinto, avó de Enzo.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s