Mãe vegana é condenada à prisão perpétua após filho bebê morrer de desnutrição

Sheila O’Leary, uma mulher vegana de 38 anos, foi condenada nesta segunda-feira (29) à prisão perpétua pelo homicídio do filho, de um ano e meio. A criança morreu desnutrida após ter se alimentado apenas de frutas, vegetais crus e leite materno, em Lee County, na Flórida.

A mulher foi sentenciada por seis acusações: assassinato em primeiro grau, abuso infantil agravado, homicídio culposo, abuso infantil e duas por negligência infantil.

O marido de Sheila, Ryan Patrick O’Leary, permanece na prisão enquanto aguarda julgamento pelas mesmas acusações.

De acordo com os promotores, a criança morreu por “complicações de desnutrição grave e desidratação”. A morte do menino aconteceu em 27 de setembro de 2019. Na época, segundo a polícia, ele estava com 18 meses e pesava 8 kg, mas era do tamanho de um bebê de sete meses.

“Esta criança não comeu. Ele morreu de fome durante 18 meses” disse Francine Donnorummo, chefe da unidade de vítimas especiais da Procuradoria do Condado de Lee, no julgamento.

Durante o processo, o casal admitiu que a família seguia uma dieta vegana rigorosa.

Os investigadores afirmaram que o casal e seus outros três filhos, de 3, 5 e 11 anos, se alimentavam apenas de frutas e vegetais crus, embora a criança morta também fosse alimentada com leite materno. As três irmãs da vítima também foram encontradas desnutridas.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s