Ex-alunas denunciam professor investigado por importunar sexualmente criança de 11 anos no interior de SP: ‘nojento’

A mãe da menina de 11 anos que denunciou um professor da Escola Estadual Maria Aparecida Viana Muniz em Eldorado, no interior de São Paulo, por importunação sexual recebeu diversos relatos semelhantes de ex-alunas. O g1 conversou com algumas delas que disseram que o professor age dessa forma há pelo menos oito anos. A Polícia Civil investiga a denúncia.

Em nota, a Secretaria de Educação do Estado afirmou que abrirá uma apuração preliminar para investigar a denúncia e que o professor foi afastado.

Uma ex-aluna que preferiu não se identificar afirmou que também foi vítima de assédio por parte do professor. Com 18 anos, ela afirmou que na época tinha 12 e estava no 7° ano do Ensino Fundamental.

“Fiz um trabalho em grupo e tive que passar por cima das carteiras para levar a atividade para correção e, quando cheguei à mesa do professor, ele falou de um jeito malicioso ‘eu sei que você gosta de ir por cima’. Não respondi nada, apenas voltei ao meu lugar achando que tinha entendido errado”, relatou.

A jovem considera que a direção da escola sempre abafou os casos envolvendo o professor. “Comecei a detestar a matéria e o professor. Toda vez que olhava para a cara dele lembrava do que falou. Ficava me perguntando se eu tinha entendido errado. Acho que, além dele pagar pelos próprios atos, a direção deveria levar a culpa também”.

Depois de ter vivenciado essa situação na escola, a jovem passou por nova situação, segundo ela, constrangedora envolvendo o tal professor. Ela havia ido buscar um documento para a mãe em outro local em que o docente trabalha. Ao vê-la, o homem disse que ela estava “muito bonita”.

“Começou a falar que fazia tempo que não me via, que eu tinha mudado e, no final, falou que eu estava muito desejada”, ressaltou a garota.

“Ele colocou o documento no balcão, aí peguei e saí do local me sentindo uma p****. Apesar da minha roupa não estar indecente, fiquei pensando se tinha saído com o corpo muito à mostra, mas o erro não foi meu. Contei para meu marido, que foi cobrar satisfações”, disse.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s