Europa registra oficialmente o verão mais quente de sua história

O verão de 2022 na Europa foi o mais quente registrado na história do continente, anunciou nesta quinta-feira (8) o programa da União Europeia de observação da Terra por satélite, o Copernicus.

As temperaturas médias, segundo registros do Copernicus, foram as “mais elevadas, para o mês de agosto e para todo o verão”, e superaram os registros de 2021, que eram os recordes anteriores, de acordo com o Copernicus.

O mês de agosto foi o mais quente no continente por uma “margem considerável”, superando o de agosto de 2021 em 0,4ºC.

O mesmo aumento de temperatura de 0,4ºC com relação a 2021 também foi registrado em junho e julho.

“Uma intensa série de ondas de calor em toda a Europa, combinadas com condições excepcionalmente secas, levaram a um verão de extremos, com recordes em termos de temperatura, seca e incêndios florestais em muitas partes da Europa” explicou Freja Vamborg, diretora científica do sistema de vigilância sobre mudança climática.

“Os dados mostram que não apenas tivemos temperaturas recordes em agosto na Europa, e sim em todo o verão, e que o recorde anterior tinha apenas um ano”.

O programa Copernicus utiliza uma série de satélites chamados de Sentinel. O primeiro deles foi lançado em 2014.

Seca

A Europa enfrenta também sua pior seca em pelo menos 500 anos, com dois terços do continente em estado de alerta.

Relatório de agosto do Observatório Europeu da Seca indica que 47% da Europa está em condições de alerta, com claro déficit de umidade do solo, e 17% em estado de alerta, em que a vegetação é afetada pela falta de umidade.

O rio Reno, na Alemanha, está em níveis comprometedores para o escoamento da produção do centro da Europa para o porto de Roterdã. Segundo economistas, a interrupção pode reduzir em até 0,5 ponto percentual o PIB da Alemanha no ano.

Além do continente europeu, outras regiões do Hemisfério Norte também sofrem com as altas temperaturas. Os Estados Unidos têm reservatórios em baixa, e o abastecimento de água dos moradores pode ficar comprometido. Na China, uma onda de calor recorde tem levado a racionamento de energia e fechamento de indústrias.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s