Novo rei britânico visita uma Irlanda do Norte sob tensão

O novo rei britânico, Charles III, deu continuidade, nesta terça-feira (13), à sua viagem pelas quatro nações que compõem o Reino Unido, visitando a Irlanda do Norte onde enfrenta o desafio de estabelecer uma complicada reconciliação e evitar a ameaça secessionista.

O governo da Escócia, que o monarca visitou na segunda-feira, pretende convocar um novo referendo de independência, mas a resistência armada à Coroa terminou há séculos.

Em contraste, na Irlanda do Norte a paz remonta apenas a 1998 e continua frágil.

Os unionistas norte-irlandeses professam uma devoção reverente à falecida rainha Elizabeth II, a base de seu profundo apego à coroa britânica. Um pertencimento que desde o Brexit sentem que está mais ameaçado do que nunca.

Marina Reid, de 54 anos, moradora de Shankill Road, um bairro unionista em Belfast, aponta os relatos que provocaram raiva em sua comunidade sobre um grupo de republicanos que comemorou a morte de Elizabeth II com fogos de artifício e músicas na quinta-feira aos 96 anos.

“Isso diz tudo sobre o respeito que recebemos nestes tempos de luto”, comentou à AFP.

Tais informações, que estão sendo investigadas pela polícia da Irlanda do Norte, não representam, porém, a resposta geral da comunidade republicana.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s