Sindicato recusa show de João Gomes no Maranhão por declaração contra Bolsonaro no Rock in Rio

O Sindicato Rural de Imperatriz fez um pronunciamento e disse que não vai aceitar o show de João Gomes no Parque de Exposições, que estava planejado para acontecer durante o festival ‘PiZro’, no dia 29 de outubro. O motivo é que o cantor puxou um coro contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) durante o Rock in Rio.

Um vídeo foi publicado nas redes sociais nesta segunda-feira (12) e mostra três membros do sindicato afirmando que João Gomes desrespeitou o presidente.

“Fomos procurados para realizar o show do cantor João Gomes aqui dentro da nossa arena, do qual nós negamos, em virtude do comportamento dele de tratar mal a figura do nosso presidente Bolsonaro. Ele não é bem vindo aqui dentro do Parque de Exposições, pois a nossa bandeira é verde e amarela”, afirma o grupo.

O pronunciamento acontece uma semana depois que o cantor puxou um coro contra Bolsonaro quando se apresentava pela primeira vez no Rock in Rio. Na ocasião, João Gomes foi até o público e gravou um vídeo dizendo ‘Ei Bolsonaro’, que é completado por ‘vai tomar no c*’ pelos fãs.

Após a repercussão do vídeo, o cantor publicou nas redes sociais um pedido de desculpas pela fala diz e que o propósito dele é transmitir amor e alegria.

“Errei e desrespeitei alguns fãs… não apoio qualquer bandeira, mas fui irresponsável. Queria pedir desculpas por citar um nome que jamais poderia citar. Errei. E peço muitas desculpas. Peço desculpas… sou um eterno aprendiz”, disse o cantor.

Produtora diz que show vai acontecer

A Imperial Produções, responsável pelo show de João Gomes em Imperatriz, classificou o pronunciamento do SinRural como ‘intolerância’ e afirma que a atitude só prejudica a cidade. Em nota, disse ainda que o show não será cancelado e que poderá acontecer em outro local da cidade, ou em municípios vizinhos.

“A intolerância dos diretores do sinrural em relação ao show do João Gomes que aconteceria no Parque de Exposições deixa claro o porque de Imperatriz ainda não ter a relevância que merece no cenário nacional. A movimentação econômica que vai acontecer aqui na região é gigantesca. O comércio movimentará milhões. Todos são afetados: a manicure, o salão de beleza, o motorista de aplicativo, a rede hoteleira, os restaurantes, os vendedores ambulantes e toda cadeia alimentar que leva o sustento para dentro de sua casa através das oportunidades geradas em um festival como esse”, diz a nota.

Imperatriz é reduto de apoiadores de Bolsonaro

A cidade de Imperatriz, na região Sudoeste do Maranhão, é uma das poucas cidades do estado onde Jair Bolsonaro teve maioria de votos durante as eleições de 2018. Naquela época, somente três cidades maranhenses não deram maioria para Fernando Haddad (PT) no 1º e no 2º turno.

Ao todo, no 2º turno, Bolsonaro teve maioria de votos em Açailândia, São Pedro dos Crentes e Imperatriz, onde teve 54,99 % dos votos válidos.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s