Diplomatas relatam desconforto com ‘postura de campanha’ de Bolsonaro no Reino Unido

A visita do presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) ao Reino Unido para o funeral da rainha Elizabeth tem pouco mais de 24 horas, mas já repercutiu no meio diplomático, por conta da “postura de campanha” do chefe de Estado brasileiro. É o que fontes ligadas a embaixadas e ao Itamaraty relatam ao blog da Júlia Duailibi.

Logo na chegada a Londres, Bolsonaro fez um discurso em tom de campanha da sacada da residência oficial do embaixador do Brasil no Reino Unido, Fred Arruda, onde assegurou uma vitória no primeiro turno das eleições brasileiras. À noite, depois de compromissos oficiais, o presidente ainda passou em um posto de combustíveis para comparar o preço da gasolina com o do Brasil.

Diplomatas destacaram a “falta de sobriedade” e um desconforto entre representantes das Relações Exteriores, ao comentar os atos. Embora admitissem ser difícil, às vésperas da eleição no Brasil, fontes relataram uma frustração com o tom usado pelo presidente logo no primeiro dia viagem e com a campanha eleitoral em território estrangeiro.

Muitos também lamentaram as cenas em que apoiadores bolsonaristas hostilizaram a imprensa e até manifestantes contrários ao presidente, incluindo britânicos. Um dos apoiadores de Bolsonaro chegou a mandar uma britânico “voltar à Venezuela”. Para fontes ouvidas, a postura “é descabida e não traduz as condolências que o Brasil presta e nem a diplomacia entre as duas nações”.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s