Desfile cívico em que crianças negras são retratadas como escravizadas será investigado pelo MP

A Promotoria de Justiça de Piraí do Sul vai apurar um desfile cívico realizado no último domingo (18) no município. No evento, crianças negras foram retratadas como escravos e desfilaram com correntes de papel nos pulsos e tornozelos.

Em nota, o Ministério Público do Paraná afirmou que o município, localizado nos Campos Gerais do estado, deverá prestar esclarecimentos sobre o episódio. De acordo com os promotores, por envolver crianças, a apuração é sigilosa.

O desfile cívico foi realizado no último fim de semana e fez parte das comemorações dos 200 anos da Independência do Brasil.

Vídeos compartilhados nas redes sociais oficiais da Prefeitura de Piraí do Sul mostraram o trecho do desfile. Porém, mais tarde, o conteúdo foi removido e apenas outras partes do evento continuavam disponíveis.

O evento foi na Avenida Bernardo Barbosa Milléo e contou com a participação de estudantes de escolas municipais e estaduais, autoridades, autoridades religiosas, associações, entre outros.

A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed) foi procurada e disse que as crianças retratadas no vídeo são de escola municipal e que a prefeitura se manifestaria sobre o assunto.

Em nota, a Prefeitura de Piraí do Sul afirmou que o desfile buscava resgatar valores como civismo e desenvolver o sentimento de pertencimento em toda a população.

A prefeitura destaca que as escolas têm autonomia para manifestações e que a apresentação em questão abordava “momentos históricos de grande relevância como: descobrimento, contato com indígenas, escravidão, Independência, Lei Áurea e a consequente abolição da escravatura”.

Na avaliação do município, “em momento algum o ato ficou caracterizado como ofensa aos negros nem se destinou a qualquer desrespeito à dignidade da pessoa humana”.

A prefeitura disse ainda que, considerando o contexto do momento do desfile e das ações cotidianas da escola, repudia qualquer menção ao racismo ou outra forma de preconceito.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s