Urnas eletrônicas serão distribuídas para os locais de votação em Pernambuco a partir do dia 30

As 24.105 urnas eletrônicas que serão utilizadas no Estado nas eleições do próximo dia 2 de outubro começarão a ser distribuídas para os locais de votação a partir do dia 30. O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), que já tem 26 anos de experiência em voto eletrônico, iniciou nesta quarta-feira o processo de preparação desses equipamentos. Os trabalhos seguem até o dia 27, em 18 polos.

De acordo com o cronograma, a preparação, que teve início na Seção de Gestão de Eleições Informatizadas, no bairro do Bongi, Zona Oeste do Recife, contemplou primeiro as zonas eleitorais 4ª, 10ª e 138ª.

A quarta zona, na capital, é a que tem o maior número de urnas. São 342, incluindo as nove do Arquipélago de Fernando de Noronha. A décima zona, em Bairro Novo, Olinda, tem 307 urnas e a 138ª zona eleitoral, em Camaragibe, no Grande Recife, reúne 160 equipamentos.

Segundo Cynara Casé, servidora do tribunal e suporte tecnológico na Região Metropolitana, as urnas são alimentadas através de um pendrive carregado com todas as informações sobre as seções, os eleitores e os candidatos.

“Aí fazemos todos os testes e a urna é lacrada com dados dos juízes eleitorais e do Ministério Público e estará pronta para o dia da eleição”, ressalta Cynara Casé. Cada equipamento recebe oito lacres.

Uma equipe de 557 técnicos está responsável por inserir as informações e testar os equipamentos. Das 24.105 urnas preparadas no Estado, 1.690 são de contingência, utilizadas apenas em caso de necessidade de substituição. Depois de prontas, elas ficam armazenadas sob escolta policial.

“Não há nenhum risco de a urna ser violada. Não tem ligação com internet, não tem bluetooth. Hackers de todo o país tentaram vulnerabilizar e não conseguiram. Então, o eleitor pode ficar tranquilo”, garante o secretário de tecnologia da informação do TRE-PE, George Maciel. “O eleitor só deve se preocupar em analisar as propostas e escolher bem seus candidatos”, alertou.

O presidente do TRE-PE, desembargador André Guimarães, assegurou que todo o processo de preparação e execução das urnas é cercado de transparência, confiabilidade e segurança que os 7.018.098 eleitores de Pernambuco não devem ter qualquer preocupação,

“A responsabilidade do eleitor é cívica, é a de votar no dia da eleição. Não há motivo para temer. O povo pode ter a convicção de que o resultado a ser divulgado será, sem qualquer sombra de dúvida, o resultado da soberania popular”, destaca o presidente do tribunal..

A preparação das urnas é realizada simultaneamente em todo o País, seguindo o calendário determinado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O procedimento é aberto ao público e pode ser acompanhado por juízes eleitorais, promotores de justiça, integrantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), representantes de partidos, coligações, federações e candidatos.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s