Datafolha: 10% decidiram em quem votar no final de semana da eleição

Um décimo dos eleitores brasileiros escolheu em quem votar para presidente da República no dia da eleição ou na véspera, segundo pesquisa do instituto Datafolha. O percentual é menor do que em 2018, e mostra uma definição alta para os padrões brasileiros. No último pleito presidencial, 18% escolheram nos dois últimos dias.

A pesquisa, encomendada pela TV Globo e pela “Folha de S.Paulo”, mostra que 7% dizem ter escolhido candidato a presidente no dia da eleição e 3%, no dia anterior. Em 2018, 12% se definiram no dia e 6%, na véspera, segundo pesquisa do mesmo instituto.

A pesquisa foi publicada pela “Folha” e pelo G1. O levantamento mostra ainda que o percentual de eleitores decididos pelo menos um mês antes do primeiro turno foi de 81%, mostrando uma eleição muito mais definida do que há quatro anos, quando apenas 63% tinham um candidato escolhido a pelo menos um mês da eleição.

Os que decidiram de última hora são 25% dos que votaram em Simone Tebet (MDB) e 18% dos que escolheram Ciro Gomes (PDT), segundo a pesquisa. Entre os eleitores de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e de Jair Bolsonaro (PL), o percentual é menor. Apenas 8% escolheram votar em Lula no final de semana da eleição, e 7%, em Bolsonaro.

Para os demais candidatos, havia menos definição. A pesquisa indica que 63% dizem ter escolhido o candidato a governador com um mês de antecedência e 17% no final de semana da eleição. Para o Senado e a Câmara dos Deputados, 50% estavam decididos a ao menos um mês do dia do pleito, e 25%, nos últimos dois dias.

Nas Assembleias estaduais, o momento da decisão foi semelhante. Entre os eleitores, 49% diz ter decidido o voto em um candidato a deputado estadual a pelo menos um mês da eleição e 26%, na véspera ou no próprio dia de ir às urnas.

A pesquisa foi realizada de quarta-feira a sexta, 5 a 7 de outubro, e tem margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Em pesquisa divulgada neste sábado, o Datafolha perguntou também a eleitores que temas eles consideram mais importantes para a decisão de voto a presidente no segundo turno. As respostas foram corrupção (85%), crime (85%), direitos trabalhistas (83%), democracia (82%) e emprego (82%) como os mais citados.

Entre os fatores que menos pesam na decisão de voto, segundo os itens escolhidos para a questão estimulada, estão a orientação de um líder religioso (54%) e a manutenção do Auxílio Brasil a R$ 600 (65%).

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s