À CNN, Biden diz que Putin “calculou significativamente mal” invasão da Ucrânia

O presidente Joe Biden, dos Estados Unidos, disse em uma entrevista exclusiva à CNN nesta terça-feira (11) que acredita que o presidente russo Vladimir Putin é um “ator racional” que, no entanto, julgou mal sua capacidade de invadir a Ucrânia e reprimir seu povo.

“Acho que ele é um ator racional que calculou significativamente mal”, disse Biden a Jake Tapper, enquanto os bombardeios russos contra alvos civis na Ucrânia sinalizavam outro ponto de virada na guerra de meses.

Biden, seus altos funcionários e outros líderes ocidentais passaram os últimos meses debatendo que medidas Putin pode tomar enquanto suas tropas sofrem perdas embaraçosas no campo de batalha na Ucrânia. O próprio Biden alertou na semana passada que o risco de “Armageddon nuclear” estava em seu ponto mais alto em 60 anos.

Se Putin está agindo racionalmente tem sido assunto de intenso debate enquanto os líderes trabalham para prever seus próximos passos. Embora Biden tenha dito na terça-feira que acreditava que o próprio Putin era racional, ele caracterizou os objetivos do líder russo na Ucrânia — que Putin expôs em um tenso discurso ao lançar a guerra em fevereiro — como ridículos.

“Você ouve o que ele diz. Se você ouvir o discurso que ele fez depois que essa decisão estava sendo tomada, ele falou sobre toda a ideia de — ele era necessário para ser o líder da Rússia que uniu todos os falantes de russo. Quero dizer, é só que acho irracional”, disse Biden.

Indo além, Biden disse que Putin acreditava erroneamente que os ucranianos se submeteriam à invasão russa — um julgamento equivocado que foi refutado pela resistência feroz dentro do país.

“Acho que o discurso, seus objetivos não eram racionais. Acho que ele pensou, Jake, acho que ele pensou que seria recebido de braços abertos, que este era o lar da “Mãe Rússia” em Kiev, e que onde ele seria recebido, e acho que ele calculou totalmente mal”, disse Biden.

De fato, uma contraofensiva lançada pela Ucrânia no mês passado foi bem-sucedida em retomar o território anteriormente ocupado pelos russos, incluindo centros críticos de transporte. As perdas foram o último grande embaraço para a Rússia, cujos militares têm lutado ao longo dos sete meses de guerra.

Esta semana, no entanto, a Rússia lançou uma de suas campanhas de bombardeio mais ferozes desde a invasão no final de fevereiro. Pelo menos 19 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas em todo o país, até a cidade ocidental de Lviv, a centenas de quilômetros dos principais teatros de guerra no leste e sul da Ucrânia.

Biden conversou com Tapper algumas horas depois de se encontrar virtualmente com membros do G7, que ouviram o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky sobre a necessidade de reforçar as defesas aéreas de seu país em meio aos novos bombardeios russos.

Zelensky disse na reunião que “esforços comuns para criar um escudo aéreo para a Ucrânia” devem ser intensificados em meio a uma enxurrada de mísseis de cruzeiro russos e ataques de drones.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s