PT volta a crescer no Sul e Sudeste com Lula, após partido perder votos em eleições passadas

Duas décadas de eleições presidenciais mostram uma mudança seguida de uma maior estabilidade na distribuição dos votos recebidos pelos candidatos do PT nos mais de 5,5 mil municípios do país.

Mapas eleitorais produzidos pelo g1 com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) referentes ao primeiro turno das disputas indicam que, entre 2002, quando Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito pela primeira vez, e este ano, a votação do PT passou de um modelo mais disperso de votos para um mais concentrado em municípios do Norte e Nordeste do Brasil.

Com mais de 57 milhões de votos conquistados este ano, a votação do presidente Lula voltou a expressar força nesses municípios, mas agora também com a retomada em grandes centros do Sudeste e em cidades importantes do Sul e Centro-Oeste.

A mudança mais nítida no padrão de votação do PT aconteceu em 2006, quando Lula obteve 46,6 milhões no 1º turno, ficando com 48,6% dos votos. Ao contrário de 2002, quando os percentuais de votação petista foram mais uniformemente distribuídos pelo país, 2006 mostrou um mapa de votação mais concentrado em municípios do Norte e Nordeste, além de parte de cidades do Sudeste.

Em 2002, o maior percentual de votos para Lula foi registrado em Lindóia do Sul, em Santa Catarina, com 79,7%. Já a sua pior votação foi em Pires Ferreira, no Ceará, onde obteve apenas 5,7%.

Quatro anos depois, a maior votação do petista foi em Manaquiri, no Amazonas, com 93%. Em 2006, Lula apresentou votações mais baixa no Sul e Centro-Oeste. Na cidade de São Paulo, o desempenho também caiu: em 2002, Lula tinha recebido 42% dos votos, mas, em 2006, chegou a 35,7%. Em Porto Alegre, o petista recebeu 46% dos votos em 2002, mas recuou para 29,7% em 2006.

Em 2010 e 2014, padrão se manteve
Em 2010, já com Dilma Rousseff como candidata do partido, a distribuição voltou a ficar próximo de 2006, mas com mais municípios com baixa votação no Sudeste, sobretudo no interior de São Paulo. Dilma teve a sua melhor votação em Calumbi (94,8%), em Pernambuco. O pior desempenho da petista foi em Rio Branco, no Acre (15,8%). Em São Paulo, ele obteve 38,1% dos votos, levemente acima do registrado por Lula, em 2006.

O mapa de 2014 apresenta cores mais intensas de votação proporcional para Dilma nas regiões Norte e Nordeste. Nos municípios do extremo Sul e no norte de Minas Gerais, a petista voltou a ter boa votação. Seu melhor desempenho foi em Belágua, no Maranhão, com 92%. A pior derrota da petista naquele ano foi em Saltinho, em São Paulo, com apenas 10,2% dos votos.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s