‘Pintou um clima’: fala de Bolsonaro sobre meninas venezuelanas repercute e gera críticas nas redes; Confira o vídeo

Uma fala do presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) em entrevista a um podcast nesta sexta-feira (14) gerou repercussão nas redes sociais. Na declaração, Bolsonaro conta que estava de moto andando em uma região administrativa do Distrito Federal e encontrou meninas venezuelanas:

“Eu estava em Brasília, na comunidade de São Sebastião, se eu não me engano, em um sábado de moto […] parei a moto em uma esquina, tirei o capacete, e olhei umas menininhas… Três, quatro, bonitas, de 14, 15 anos, arrumadinhas, num sábado, em uma comunidade, e vi que eram meio parecidas. Pintou um clima, voltei. ‘Posso entrar na sua casa?’ Entrei. Tinha umas 15, 20 meninas, sábado de manhã, se arrumando, todas venezuelanas. E eu pergunto: meninas bonitinhas de 14, 15 anos, se arrumando no sábado para quê? Ganhar a vida”, afirmou.

A entrevista foi dada nesta sexta-feira (14) a influenciadores de torcidas de futebol. O trecho com a fala gerou repercussão neste sábado (15). No momento da declaração, Bolsonaro falava sobre a situação da Venezuela e a vinda de venezuelanos para o Brasil.

Repercussão
O senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP), líder da oposição no Senado Federal, disse sentir “nojo” e “revolta” e afirmou que ficou “mais chocado com o que ele [Bolsonaro] é e o que representa”.

“NOJO, REVOLTA! O que Bolsonaro disse nessa entrevista, com tanta naturalidade, me deixou ainda mais chocado com o que ele é e o que representa! Ele disse que ‘PINTOU UM CLIMA’ entre ele e meninas de 14/15 anos. E ainda pediu para entrar na casa delas!”, afirmou Randolfe.

A cantora Daniela Mercury classificou a situação como “absurda” e questionou sobre o que o presidente Jair Bolsonaro quis dizer com a expressão “pintou um clima”.

“Essa situação é absurda. Como assim? Pintou um clima? O que isso significa? É preciso investigar imediatamente tudo que aconteceu dentro daquela casa. Ele é presidente da república e tinha a obrigação de defender as adolescentes contra qualquer tipo de exploração, ou crime”, afirmou Mercury.

Rosângela Silva, conhecida como Janja, esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que disputa a presidência com Bolsonaro nas eleições deste ano, afirmou que que “ouvir o ‘presidente’ falando que ‘pintou um clima’ com meninas de 14 anos” causa “revolta e indignação”.

“Trabalhei durante anos no Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes na Tríplice Fronteira e ouvir o “Presidente” falando que “pintou um clima” com meninas de 14 anos me causa tanta revolta e indignação que nem consigo descrever aqui”, afirmou Janja.

A deputada federal pelo Distrito Federal Erika Kokay (PT) disse que é “muito grave” a afirmação de Bolsonaro. A parlamentar questionou a razão pela qual o presidente teria entrado na residência das meninas.

“É muito grave afirmação de Bolsonaro de que ‘pintou um clima’ com meninas de 14 anos, venezuelanas, em São Sebastião-DF. Pior, que ele teria entrado na casa onde estavam. Para fazer o quê? E ainda tem gente que elege um sujeito desse como representante da ‘família’?”, disse Kokay.

O deputado federal eleito Guilherme Boulos (PSOL-SP) disse que o presidente é “asqueroso e pervertido” e questionou “esse é o candidato que diz defender a moral e a família?”.

Talíria Petrone (PSOL), deputada federal pelo Rio de Janeiro, disse que “assim como Damares [ex-ministra], Bolsonaro faz apologia a crimes sexuais contra crianças e adolescentes. Ele precisa ser investigado”.

O filho de Bolsonaro, o vereador Carlos Bolsonaro, publicou em suas redes sociais que “estava neste dia” e que o presidente saiu para “ouvir as necessidades do povo”.

“Estava nesse dia! Inacreditável o caráter desses da esquerda nojenta. O Presidente sai às ruas para ouvir as necessidades do povo enquanto o pessoal do “fique em casa” o fuzilava, faz uma live mostrando a realidade sofrida do povo e mesmo assim há quem insista na fakenews boçal!”, afirmou.

O senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente, afirmou, em suas redes sociais, que Bolsonaro “sempre foi um ferrenho combatente da pedofilia”.

“Completamente abominável a mais nova mentira da esquerda! Pegou uma fala mal colocada do presidente para lhe imputar uma fake news nojenta! Um pai com uma filha e duas netas! Bolsonaro sempre foi um ferrenho combatente da pedofilia”, escreveu o senador.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s