Partido Novo suspende filiação de João Amoêdo

O Partido Novo determinou a imediata suspensão da filiação de João Amoêdo. A sigla não deu detalhes do que teria motivado a medida, mas é adotada após o anúncio de voto em Lula (PT) no segundo turno.

Segundo o partido, a filiação foi suspensa enquanto Amoêdo é alvo de um processo disciplinar por “possíveis violações estatutárias”.

Nas redes sociais, o deputado federal pelo Novo no Rio Grande do Sul, Marcel van Hattem, disse que a Comissão de Ética havia enviado comunicado sobre a suspensão alegando “risco de dano grave e de difícil reparação à imagem e reputação do Novo”.

No segundo turno, Amoêdo, que foi candidato à presidência pelo partido em 2018 e crítico constante dos governos petistas, anunciou apoio a Lula (PT). Na declaração, disse que seu direito de fazer oposição estaria “mais preservado com Lula, que com Bolsonaro”.

Após o posicionamento, ele foi criticado pelo partido. O atual presidente do Novo, Eduardo Ribeiro, disse que a postura era “vergonhosa”.

No segundo turno, o Novo não se posicionou em apoio a nenhum dos candidatos. Apesar disso, publicou uma nota criticando o PT e o ‘lulismo’, mas liberando seus filiados e eleitores a votar no segundo turno de acordo com a “consciência” e “princípios partidários”.

Em nota, o Novo informou que “o processo na CEP segue seu curso respeitando rigorosamente as determinações Estatutárias e o pleno direito de defesa”.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s