Homem invade casa de presidente da Câmara dos EUA e agride marido da democrata

Um homem invadiu a casa da presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, na madrugada desta sexta-feira (28) e agrediu o marido da democrata, que foi hospitalizado, afirmou o gabinete da deputada. O agressor foi preso e ainda não está clara a motivação do ataque.

De acordo com a imprensa local, o agressor teria usado um machado no ataque.

A casa fica em São Francisco, na costa oeste dos Estados Unidos. Paul Pelosi, 82, foi levado ao hospital. Ele é dono de uma firma de investimentos e de negócios imobiliários em São Francisco. A presidente da Câmara não estava no local, mas em Washington, do outro lado do país, onde fica a sede do Congresso.

“A presidente da Câmara e sua família são gratos aos socorristas e aos profissionais médicos envolvidos, e pedem privacidade neste momento”, disse em nota o gabinete da deputada.

O FBI, a Polícia de São Francisco e a Polícia do Capitólio (responsável por proteger parlamentares) afirmaram que vão investigar a invasão de maneira conjunta. Um grupo de investigadores do departamento responsável por lidar com ameaças a congressistas foi enviado à Califórnia.

Em comunicado, a Casa Branca afirmou que o presidente Joe Biden condenou o ataque e afirmou que está rezando pela família.

O ataque eleva ainda mais o já tenso clima político do país a menos de duas semanas das eleições legislativas, que acontecerão em 8 de novembro —e nas quais Pelosi concorre à reeleição.

Como presidente da Câmara, Pelosi recebeu uma série de ameaças de trumpistas radicais, que chegaram a invadir seu escritório no ataque ao Capitólio de 6 de janeiro de 2021, quando tentaram impedir a confirmação da vitória de Joe Biden sobre Donald Trump. Naquele mesmo mês, uma cabeça de porco foi encontrada em frente à casa da deputada, que também foi pichada.

Na quinta-feira (27), o Departamento de Polícia de Nova York pediu “vigilância elevada” pelo risco de ataques a eventos políticos e locais de votação, segundo comunicado interno obtido pela agência Reuters.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s