Dilma não será ministra de Lula e é cotada para cargo fora do Brasil

Dilma Rousseff (PT) deve ser indicada pelo presidente eleito Lula (PT) para um cargo fora do Brasil, de projeção e prestígio. A ideia seria fazer um resgate histórico da petista, que sofreu impeachment em 2016, no que Lula sempre classificou como “golpe”. O amplo trânsito dela entre líderes internacionais pesa para que a possibilidade se concretize, desde que a ex-presidente queira passar um período fora do país.

A hipótese de Dilma integrar o ministério de Lula já foi descartada pelo presidente eleito. Depois do comício que fez no vale do Anhangabaú, em São Paulo, em maio, o ex-presidente afirmou: “Tem muita gente que, na perspectiva de criar confusão entre nós dois, fala para mim: ‘Você vai levar a Dilma para um ministério? Você vai levar o José Dirceu para um ministério?’ Nem eu vou levar e jamais a Dilma caberia em um ministério, porque Dilma tem a grandeza de ter sido a primeira mulher presidente da história deste país”.

Lula fez questão de elogiar e dar destaque a Dilma em diversos atos de campanha. As iniciativas incomodavam estrategistas da campanha do petista, que temiam que a imagem da ex-presidente, que deixou o cargo mal avaliada, espantasse eleitores que votavam no petista mais por aversão a Jair Bolsonaro (PL) do que por admiração a seus governos.

A campanha de Bolsonaro, por sua vez, só se referia às administrações petistas na televisão como “governo Lula-Dilma”, para tentar colar a rejeição dela no ex-presidente.

No discurso de vitória da avenida Paulista, no domingo (30), Lula voltou a fazer rasgados elogios a Dilma, que foi ovacionada pela militância que estava na celebração.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s