Bolsonaristas organizaram bloqueios em grupos nas redes sociais; PF apura responsáveis

Blog do Valdo Cruz

As investigações da Polícia Federal sobre bloqueios de estradas mostram que eles não foram espontâneos, mas organizados pelas redes sociais em grupos de bolsonaristas nos aplicativos de mensagens Whatsapp e Telegram.

Segundo o blog apurou, vários desses grupos já foram bloqueados e, depois de solucionado o problema das interdições de estradas no país, as pessoas que articularam os protestos serão identificadas.

Os atos são considerados antidemocráticos e inconstitucionais. As pessoas que participaram da organização dos protestos serão alvo de processo e podem até ser presas por atentarem contra a democracia. Investigadores da PF acreditam que por trás dos grupos há financiadores dos protestos.

Durante o encontro com ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça-feira (1º), o presidente Jair Bolsonaro (PL) condenou os bloqueios e disse que eles não eram “orgânicos”, mas “espontâneos”.

Não é, no entanto, o que as investigações estão levantando. As apurações apontam para a existência de uma organização dos protestos. E que até parlamentares bolsonaristas podem estar envolvidos na operação para questionar o resultado das urnas, embora o próprio presidente Bolsonaro já tenha admitido a derrota.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s