‘Há uma grande organização criminosa’, diz procurador-geral de Justiça de SP sobre bloqueios ilegais nas estradas

O procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mário Luiz Sarrubbo, afirmou nesta terça-feira (8) que “há uma grande organização criminosa” por trás dos bloqueios ilegais em rodovias do país.

Sarrubo deu a declaração após reunião com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes.

Participaram da reunião também os procuradores-gerais de Santa Catarina e do Espírito Santo. O objetivo do encontro foi debater as investigações sobre os bloqueios, promovidos por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro depois que ele perdeu a eleição para o presidente eleito, Lula (PT).

“Há uma grande organização criminosa com funções pré-definidas, financiadores, arrecadadores, como é de conhecimento público, tem vários números de pix. Agora temos que estabelecer quem exerce qual função”, disse Sarrubbo.

Ele ainda relatou que, segundo as investigações, empresários financiam os atos ilegais e antidemocráticos.

“São empresários que são financiadores. Nós já temos alguns nomes, que não podem ser revelados, porque ainda estão sendo investigados”, completou o procurador.

Segundo ele, a reunião com Moraes serviu para “fechar o cerco” sobre os investigados.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s