Moraes manda para a Justiça Federal do Rio caso de ataque de Jefferson a policiais

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, enviou nesta quarta-feira (9) para a Justiça Federal de Três Rios/RJ as investigações contra o ex-deputado Roberto Jefferson por ter atacado agentes da Polícia Federal com granada e fuzil ao resistir a uma ordem de prisão.

Jefferson cumpre prisão preventiva em Bangu 8, no Rio de Janeiro. Moraes entendeu que a competência para investigar o caso é da Justiça Federal do Rio.

“Neste caso, as condutas investigadas foram perpetradas em face de funcionários públicos da Polícia Federal que cumpriam mandado de prisão expedido judicialmente, de modo que a competência é da Justiça Federal”, escreveu o ministro.

Na decisão, Moraes sinaliza que Jefferson pode ser julgado pelo tribunal do júri, porque a conduta investigada pode ser considerada crime doloso contra a vida.

No final de outubro, Moraes revogou a prisão domiciliar de Jefferson, por entender que ele estava descumprindo as regras desse modelo de detenção, e determinou que o ex-deputado voltasse para a prisão.

Quando policiais federais chegaram à residência de Jefferson, ele os atacou. Somente após oito horas desrespeitando a ordem do Supremo, o ex-deputado se entregou.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s