Trump não reage bem e “grita com todos” após desempenho de partido nas eleições

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump “está pálido” e “gritando com todos” após os resultados decepcionantes do Partido Republicano na noite desta terça-feira (8), disse à CNN um conselheiro de Trump que esteve em contato com o círculo íntimo de Trump.

“Os candidatos são importantes”, disse o conselheiro de Trump. “Eles eram todos maus candidatos”, continuou o conselheiro, criticando muitos dos candidatos escolhidos a dedo por Trump nos principais estados do país.

Este conselheiro disse que é improvável que Trump adie seu esperado anúncio presidencial porque “é muito humilhante adiar”. Mas o conselheiro disse que há muitas incógnitas neste momento.

A derrota mais marcante para Trump ocorreu na Pensilvânia, onde o republicano Mehmet Oz foi derrotado pelo democrata John Fetterman na disputa pelo Senado mais cara do país. Trump endossou Oz, durante a controversa primária republicana, efetivamente passando por uma primária brutal e por pouco nas eleições gerais. Mas onde o apoio do ex-presidente foi decisivo nas primárias, foi um albatroz nas eleições gerais para um candidato republicano ao Senado que tentava fazer incursões nos subúrbios divulgando sua própria moderação.

Embora Trump tenha conseguido algumas vitórias no Senado – o republicano JD Vance derrotou um desafio mais forte do que o esperado do democrata Tim Ryan na corrida ao Senado de Ohio, enquanto o republicano Ted Budd derrotou a democrata Cheri Beasley na Carolina do Norte – essas vitórias até agora foram limitadas a estados republicanos mais enxutos.

Na Câmara, também, os acólitos de Trump perderam no que foi visto como disputas competitivas que os republicanos precisavam vencer se quisessem construir uma maioria significativa no corpo legislativo.

Em New Hampshire, a ex-assessora de Trump Karoline Leavitt perdeu para o deputado democrata Chris Pappas no que foi visto como uma disputa altamente competitiva. Na Carolina do Norte, o republicano Bo Hines perdeu para o democrata Wiley Nickel em uma disputa que foi vista como um “teste da influência” do ex-presidente. E em Ohio, a deputada estadual democrata Emilia Sykes derrotou a republicana Madison Gesiotto Gilbert.

A noite de Trump foi particularmente ruim quando vista pelas lentes da brincadeira de uma noite do governador da Flórida Ron DeSantis.

DeSantis, o rival mais claro de Trump para a indicação presidencial republicana de 2024, venceu a reeleição contra o democrata Charlie Crist em quase 20 pontos percentuais, continuando a consolidar o apoio latino na Flórida e até vencendo condados populosos como Miami-Dade.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s