Todos os posts de Alexandre Rafael

Preço da gasolina tem defasagem de 15% e vira “problema” dentro da Petrobras

Depois do reajuste do diesel, feito no último dia 10 de maio, a gasolina já é motivo de preocupação da alta administração há pelo menos duas semanas.

De acordo com duas fontes, o alto escalão da estatal já vê o assunto como “um problema”. Isso porque a diferença entre os preços nacionais e internacionais “abriram nas últimas duas semanas”. A média da defasagem já está em torno de 15%, segundo cálculos internos da estatal.

Por isso, é possível um reajuste nas próximas semanas, embora os preços estejam mais estáveis atualmente em relação ao primeiro trimestre. “Tudo vai depender do cenário internacional”.

A possibilidade de novas altas vem irritando o presidente Jair Bolsonaro que já demitiu o ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque e o presidente da Petrobras José Mauro Coelho, que ficou 40 dias no cargo. O anúncio da saída de Coelho pegou de surpresa o alto escalão da estatal ontem de noite, que classificou a medida como uma “loucura”.

Segundo dados da Abicom, que reúne as importadoras, nas duas últimas semanas a defasagem da gasolina chegou a quase 20% no Brasil. Ontem, a diferença aqui era, por exemplo, de 8% por litro. Já o diesel vem mantendo, após o reajuste, preços alinhados com o cenário internacional após o aumento.

Uma outra fonte lembrou que há uma tentativa da alta direção da estatal em buscar caminhos para evitar a volatilidade. Segundo essa fonte, há uma preocupação coletiva de que socialmente esses aumentos tenham uma influência menor na sociedade.

Entre as opções que estão na mesa estão “ajustes” no critério de cálculo da política de preços dos combustíveis. Hoje, os valores de gasolina e diesel são reajustados levando-se em conta três pilares: o dólar, o petróleo (com um mix da cotação de entre o Brent, usado em todo o mundo, e o WTI, que baliza o mercado americano) e a volatilidade.

Segundo uma das fontes ouvidas pelo GLOBO, “podem acontecer alterações pontuais relacionadas ao item volatilidade”. Assim, essa volatilidade, que é calculada hoje com base em uma média móvel diária, poderia ser mais longa. Ou seja, seria usado um período de tempo maior no cálculo da volatilidade. A fonte explicou que se trata de mudança no “critério de cálculo”, que pode levar a reajustes para cima ou para baixo independente de um período pré-estabelecido.

A política de preços na Petrobras começou em outubro de 2016. Na ocasião, a estatal disse que a nova política previa revisões de preços pelo menos uma vez por mês. Para isso, a companhia havia anunciado a criação de um “Grupo Executivo de Mercados e Preços”, formado pelo presidente da empresa, o diretor da área de refino e o de Finanças.

O tema deve ser debatido amanhã na reunião do Conselho de administração da empresa.

Adolescente com suspeita de hepatite grave de origem desconhecida é extubada e segue na UTI

A adolescente de 14 anos com quadro de suspeita de hepatite grave de origem desconhecida foi extubada, de acordo com boletim médico divulgado pelo Hospital Universitário Oswaldo Cruz da Universidade de Pernambuco (Huoc/UPE), nesta terça-feira (24). Ela recebeu transplante de fígado na última sexta-feira (20).

Ela segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Unidade de Transplante de Fígado (UTF). Ainda não há previsão de alta.

O boletim indica que a adolescente está consciente e apresenta quadro clínico estável. “O fígado, assim como os demais órgãos, já funcionam adequadamente. Não tem infecção”, diz o comunicado do Huoc.

A adolescente segue usando sonda gástrica, mas a expectativa é que seja retirada ainda nesta terça-feira para iniciar a sua dieta alimentar.

Caso foi o sexto provável notificado no Estado
O caso da adolescente foi notificado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) ao Ministério da Saúde.

Ela reside em Ibimirim, no Sertão de Pernambuco, e foi internada no Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru, no Agreste, na última segunda-feira (16). A menina foi em seguida transferida para o Hospital Oswaldo Cruz, no Recife.

A menina apresentou sintomas de vômito, icterícia e colúria (urina escura), com o quadro agravando nos dias seguintes, evoluindo para uma encefalopatia hepática.

Transferida para o Recife, a adolescente passou a ser prioridade na lista de transplante de fígado.

O fígado captado para a jovem foi coletado no estado do Paraná, e transportado pela Força Aérea Brasileira (FAB) até o Recife.

A articulação foi feita pela Central de Transplantes de Pernambuco (CT-PE) e a Central Nacional de Transplantes.

De acordo com a SES-PE, seis casos prováveis de hepatite grave de origem desconhecida foram notificados, sendo um já descartado. Os outros cinco, incluindo o da adolescente transplantada, seguem em investigação.

Câmara aprova medida provisória que define salário mínimo em R$ 1.212

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (24) a Medida Provisória 1091/21, que instituiu o valor de R$ 1.212 para o salário mínimo em 2022. A matéria segue para análise do Senado.

O novo valor considera a correção monetária pelo Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC) de janeiro a novembro de 2021 e a projeção de inflação de dezembro de 2021, estimada pela área técnica do Ministério da Economia. O valor diário do salário mínimo corresponde a R$ 40,40, e o valor horário, a R$ 5,51.

No total, o aumento será de 10,18% em relação ao valor anterior, que era R$ 1.100. Os estados também podem ter salários mínimos locais e pisos salariais por categoria maiores do que o valor fixado pelo governo federal, desde que não sejam inferiores ao valor do piso nacional.

A relatora, deputada Greyce Elias (Avante-MG), recomendou a rejeição de todas as 11 emendas propostas na Câmara e manteve integralmente o texto editado pelo Poder Executivo em janeiro deste ano.

“A estimativa é que cada real de aumento no salário mínimo gera um incremento direto, em 2022, de apenas R$ 15 milhões na arrecadação previdenciária, conforme o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO)”, afirmou a deputada.

O novo mínimo altera o valor de cálculo de benefícios previdenciários, sociais e trabalhistas. No caso das aposentadorias e pensões por morte ou auxílio-doença, os valores deverão ser atualizados com base no novo mínimo. O mesmo vale para o Benefício de Prestação Continuada (BPC), que corresponde a um salário mínimo e é pago a idosos a partir de 65 anos e pessoas com deficiência de baixa renda.

PEC 206: entenda o que diz o texto que propõe cobrar mensalidade em universidades públicas

Uma proposta de emenda à Constituição (PEC) apresentada na Câmara dos Deputados estabelece a cobrança de mensalidades em universidades públicas brasileiras. Polêmico, o tema enfrenta resistência de partidos de oposição e tem gerado controvérsia nas redes sociais.

A matéria chegou a constar na pauta desta terça-feira (24) da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), que é a primeira fase de tramitação, mas não foi debatida devido a ausência do relator, deputado Kim Kataguiri (União-SP).

Cabe colegiado analisar apenas questões técnicas. Isto é, se o texto fere algum princípio constitucional para autorizar ou não a sua tramitação.

De autoria do deputado federal General Peternelli (União-SP), a PEC tem parecer favorável pela sua tramitação do relator, deputado Kim Kataguiri (União-SP).

No entanto, Kataguiri informou ao g1 que não será votada nesta semana. Segundo o gabinete parlamentar dele, o deputado estará ausente da Câmara nesta semana e só retornará na próxima. Pelas regras regimentais, o relator deve estar presencialmente na comissão.

Durante a sessão desta terça-feira, foi aprovado por unanimidade um requerimento para realizar uma audiência pública para discutir o assunto antes da votação pela tramitação da pauta. A audiência ainda não tem data para acontecer.

Em uma rede social, o relator se defendeu dos ataques argumentando que a proposta prevê a cobrança de mensalidade “só dos mais ricos”.

“Sim, sou a favor de que os ricos paguem mensalidade de Universidades Públicas (mantendo a gratuidade para os pobres). Ou você acha justo que os pobres, que não estão na faculdade e que são os que mais pagam impostos no Brasil, continuem pagando a faculdade dos mais ricos?”, escreveu Kataguiri.

Se aprovada na CCJ, a proposta será, então, encaminhada para uma comissão especial, ainda a ser criada, que terá a responsabilidade de discutir o mérito. Depois, a PEC precisará ainda de duas votações no plenário da Câmara antes de seguir para o Senado.

Tiririca desiste de se candidatar neste ano, depois de PL ter entregado nº de urna a Eduardo Bolsonaro: ‘Me sinto traído’

Deputado federal entre os mais votados de São Paulo por vários anos, o comediante Tiririca (PL) anunciou nesta terça-feira (24) que desistiu de se candidatar à reeleição neste ano, após a legenda dele, o Partido Liberal, entregar o número que era dele nas urnas para o também deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente da República.

Em entrevista ao g1, Tiririca afirmou que se sente “traído e desgostoso” com o PL por causa do ato e disse que não foi comunicado oficialmente da decisão pela legenda comandada por Valdemar Costa Neto.

“Foi uma covardia o que fizeram. Estou muito chateado e me sinto desrespeitado. Já decidi que não sairei candidato neste ano”, afirmou.

“Achei um gesto desrespeitoso. Por três anos seguidos o número foi meu e conquistei votações expressivas, elegendo vários membros do partido junto comigo. Fiquei sabendo por terceiros que o número foi dado ao filho do Bolsonaro, e eles até agora não me procuraram para dar uma justificativa”, declarou Tiririca.

Eleito pela primeira vez em 2010 fazendo piadas no horário eleitoral e chamando o eleitor de “abestado”, um dos seus bordões da carreira de palhaço e humorista, Tiririca chegou a ser o deputado mais votado do país naquele ano, conquistando 1,3 milhão de votos.

Apesar de ter mantido o número 2222 na urna nas eleições seguintes, os votos direcionados a ele foram diminuindo e chegaram a 445 mil no pleito de 2018.

“O meu número é uma marca super divulgada e associada a mim. Apesar de alguns colegas dizerem que número não elege parlamentar, eu me pergunto por que não deram então outro número para o filho do presidente da República?”, declarou o deputado.

“Depois de ter feito tanto pelo partido, me sinto traído porque esperaram o fim da janela partidária para que eu não pudesse migrar para outro partido. Lamento muito essa falta de ética”, afirmou.

Brasil registra 228 mortes por Covid; média móvel é de 97 óbitos

O Brasil registrou nesta terça-feira (24) 228 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 665.955 desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 97. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -9%, indicando tendência de estabilidade nos óbitos pela doença.

Brasil, 24 de maio
Total de mortes: 665.955
Registro de mortes em 24 horas: 228
Média de mortes nos últimos 7 dias: 97 (variação em 14 dias: -9%)
Total de casos conhecidos confirmados: 30.832.912
Registro de casos conhecidos confirmados em 24 horas: 32.998
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 15.425 (variação em 14 dias: -6%)

Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Paraíba, Rio Grande do Norte e Rondônia não registraram morte pela doença em 24 horas.

Não houve divulgação de dados atualizados de casos e mortes em Roraima e no Tocantins.

O país também registrou 32.998 novos diagnósticos de Covid-19 em 24 horas, completando 30.832.912 casos conhecidos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de casos nos últimos 7 dias foi de 15.425, variação de -6% em relação a duas semanas atrás.

Em seu pior momento, a média móvel superou a marca de 188 mil casos conhecidos diários, no dia 31 de janeiro deste ano.

Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

‘É hora de agir’ contra lobby de armas nos EUA, diz Biden após ataque a escola no Texas

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse em um pronunciamento nesta terça-feira (24) que “é hora de agir” contra o lobby de empresas de armas no país.

“Como uma nação, nós devemos nos perguntar ‘quando é que vamos nos opor ao lobby das armas?'”, disse em discurso na Casa Branca. “É hora de agir”.

A fala ocorre poucas horas depois que um homem de 18 anos abriu fogo contra alunos de uma escola de ensino fundamental do Texas, matando 18 crianças e uma professora.

“Eu esperava que, quando me tornasse presidente, não tivesse que fazer isso de novo”, disse Biden visivelmente abalado. “Pais que nunca verão seus filhos novamente.”

O democrata pediu ainda que os americanos pressionem seus representantes no Congresso para que deixem de barrar as votações de propostas que podem limitar o acesso às armas.

Desde que assumiu a presidência dos EUA, Joe Biden tem advogado contra a venda de armas e pede maior controle federal sobre o tema.

No ano passado, Biden chegou a apresentar uma proposta limitando o acesso, mas o assunto no país é bastante polarizado e o direito de portar armas está na 2ª Emenda da Constituição americana.

Sempre que o estado tenta controlar o acesso a este tipo de equipamento, grupos lobistas recorrem à Justiça para derrubar a decisão.

Lobby é um modelo institucionalizado de negociação desde a Constituição de 1791 nos EUA, prática regularizada, e que permite que grupos defendam seus interesses diante dos órgãos públicos.

18 crianças e professora são assassinadas a tiros em escola nos EUA

Um tiroteio em uma escola de ensino fundamental no Texas, Estados Unidos, deixou 18 crianças mortas além de uma professora nesta terça-feira (24), informaram as autoridades americanas. Em entrevista coletiva, o governador Greg Abbott havia dito inicialmente que 14 crianças haviam morrido.

Mais tarde, o senador texano Roland Gutierrez disse em entrevista à TV americana que mais quatro crianças morreram no ataque, elevando a cifra para 18. Além disso, ele disse que o total de adultos mortos chegou a três. Não está claro se o criminoso, morto no local, faz parte desta contagem.

O incidente foi registrado na escola Robb Elementary, na cidade de Uvalde, a 130 km de San Antonio. O caso já é considerado como o mais mortal dos EUA desde o massacre na escola Sandy Hook, em Connecticut, que deixou 26 pessoas mortas – 20 crianças entre 6 e 7 anos e seis adultos – em 2012.

Um tiroteio em uma escola de ensino fundamental no Texas, Estados Unidos, deixou 18 crianças mortas e uma professora nesta terça-feira (24), informaram as autoridades americanas. O incidente foi registrado na escola Robb Elementary, na cidade de Uvalde, a 130 km de San Antonio.

O caso já é considerado como o mais mortal dos EUA desde o massacre na escola Sandy Hook, em Connecticut, que deixou 26 pessoas mortas – 20 crianças entre 6 e 7 anos e seis adultos – em 2012. O criminoso foi identificado pelas autoridades como Salvador Roma, de 18 anos.

Além das mortes, estudantes deram entrada em um hospital da região com ferimentos e o banco de sangue da cidade fez um pedido para doações. Uma criança e uma mulher de 62 anos precisaram ser transferidas para uma cidade vizinha, para um centro de saúde especializado em traumas.

OMS: não há urgência para vacinação contra varíola dos macacos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) não acredita que o surto de varíola dos macacos fora da África exija vacinações em massa, uma vez que medidas como boa higiene e comportamento sexual seguro ajudarão a controlar a propagação, disse uma autoridade sênior nesta segunda-feira (23).

Em entrevista à Reuters, Richard Pebody, que lidera a equipe de patógenos de alta ameaça na OMS Europa, também afirmou que os suprimentos imediatos de vacinas e antivirais são relativamente limitados.

Os comentários ocorrem no momento em que o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA disse que estava em processo de liberação de algumas doses da vacina Jynneos para uso em casos de varíola dos macacos.

Autoridades de saúde pública na Europa e na América do Norte estão investigando mais de 100 casos suspeitos e confirmados da infecção viral no pior surto do vírus fora da África, onde a doença é endêmica.

As principais medidas para controlar o surto são o rastreamento e o isolamento de contatos, disse ele, observando que não é um vírus que se espalha com muita facilidade e nem causou doenças graves até agora.

“Não estamos em uma situação em que estamos nos movendo para a vacinação generalizada das populações”, declarou.

Não está claro o que está impulsionando o surto. Cientistas tentam entender a origem dos casos e se algo sobre o vírus mudou. Não há evidências de que o vírus tenha sofrido mutação, disse um executivo sênior da agência da ONU separadamente nesta segunda-feira.

Foco da Rússia será aproximação com a China; Ocidente será avaliado

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse nesta segunda-feira (23) que Moscou avaliaria a necessidade de restabelecer os laços com o Ocidente caso receba ofertas, mas se concentrará no desenvolvimento das relações com a China.

Lavrov, em uma sessão de perguntas e respostas em um evento em Moscou, disse que os países ocidentais tinham adotado a “russofobia” desde que a Rússia lançou sua incursão na Ucrânia, descrita por Moscou como uma “operação militar especial”.

A Rússia está trabalhando para substituir mercadorias importadas de países ocidentais, disse ele, e no futuro dependerá apenas de países “confiáveis” que não sejam controlados pelo Ocidente.

“Se eles [Ocidente] quiserem oferecer algo em termos de retomada das relações, então consideraremos seriamente se precisaremos ou não”, disse Lavrov, de acordo com uma transcrição no site do Ministério das Relações Exteriores.

“Devemos deixar de depender de qualquer forma do fornecimento de absolutamente tudo do Ocidente para garantir o desenvolvimento de setores criticamente importantes para a segurança, a economia ou a esfera social de nossa pátria”, afirmou.

Moscou diz que a incursão procura desmilitarizar a Ucrânia depois do que descreve como “um golpe de Estado de inspiração ocidental que encarnou um nacionalismo extremo e derrubou um presidente aliado da Rússia, em 2014”.

Lavrov disse que o objetivo de Moscou agora é desenvolver ainda mais os laços com a China.

“Agora que o Ocidente tomou uma ‘posição de ditador’, nossos laços econômicos com a China crescerão ainda mais rápido”, disse. “Além da receita direta para o orçamento estatal, esta é uma chance de desenvolver (a Rússia) no extremo leste e leste da Sibéria”.

Tiririca ameaça desistir de candidatura após PL dar número de urna a Eduardo Bolsonaro

Fácil de ser lembrado nas urnas, o número 2222 virou alvo de disputa dentro do PL. Usado nas últimas três eleições pelo deputado Tiririca (SP), a sequência numérica deve ser entregue neste ano ao filho do presidente da República, o também deputado Eduardo Bolsonaro (SP), que migrou para o partido junto com o pai. O filho “Zero Três” do presidente Jair Bolsonaro tem a expectativa de repetir o feito de 2018 e mais uma vez ser o campeão de votos na Câmara de Deputados.

A decisão da Executiva do PL da dar o numero a Eduardo foi tomada no fim de semana e desagradou a Tiririca. Na esperança de retomar o número nas urnas, o parlamentar afirmou ao “UOL” que se soubesse que iria perder o número teria deixado o PL na janela partidária e ameaçou desistir da candidatura. Os protestos do palhaço, porém, não terão efeito.

Questionada, a assessoria do PL informou que “por unanimidade” o número 2222 foi transferido para Eduardo. A interlocutores, o presidente do legenda, Valdemar Costa Neto disse que “o deputado Tiririca é muito importante para o partido, mas, se não for concorrer, por conta da troca do número: paciência”.

Tiririca estreou nas urnas nas urnas em 2010 com o bordão “Pior que está não fica” e foi o mais votado do país, com 1,3 milhão de votos. Graças à votação dele, o PL (na época, PR) conseguiu mais quatro cadeiras na Câmara. Em 2014, o artista perdeu votos, mas ainda assim somou 1 milhão de votos. Já em 2018, o parlamentar se reelegeu por São Paulo com 455 mil votos.

Nas últimas eleições, o mais votado do país foi justamente o deputado Eduardo Bolsonaro, então no PSL, que teve o apoio nas urnas de mais de 1,8 milhão de eleitores.

A entrada do filho do presidente e de outros bolsonaristas no PL tornou a sigla a maior bancada na Câmara, com 77 deputados. Nas eleições, o PL mira eleger 80 parlamentares e se firmar com o maior partido, o que significa maior fundo partidário e eleitoral.

Apesar de dizer avaliar desistir da eleição, Tiririca, segundo sua assessoria, não está disposto a judicializar a disputa do número 2222.

Como mostrou O GLOBO, Tiririca foi contrário ao governo em 46% das votações desde 2019. A última ocorreu na semana passada quando o parlamentar votou contra homeschooling, o ensino domiciliar. Aprovada na Câmara, a pauta, que ainda precisa passar pelo Senado, é uma bandeira do Palácio do Planalto.

O grau de adesão de Tiririca às pautas do governo está, inclusive, abaixo da média do Congresso Nacional, que é de 66%.

Procurado para tratar do assunto, Eduardo Bolsonaro não retornou ao contato.

‘É algo humilhante, isso tem que parar’, diz mulher que desmaiou após ser acusada de roubo em loja de roupas em Salvador

A recepcionista Fernanda Rodrigues, de 42 anos, fala sobre o sentimento com que passou a conviver após ter sido acusada de roubo dentro da loja de roupas Renner, do Shopping Bela Vista, em Salvador. Diante da acusação e da situação ela teve um pico de pressão, caiu na loja e fraturou o pé.

“Eu não vou mais andar nos lugares como eu andava antes. Toda vez que eu toco nesse fato, eu não consigo relatar sem chorar. É algo humilhante, isso tem que parar”, disse Fernanda Rodrigues.

O caso aconteceu na sexta-feira (20) e é investigado pela Polícia Civil. De acordo com Fernanda Rodrigues dos Santos, um segurança do estabelecimento a acusou de ter furtado produtos da loja junto com uma outra mulher.

“Quer dizer que você está roubando a loja junto com essa mulher? Eu disse: ‘ Como é que é?’ Você viu?’ Ele falou: Eu vi. As câmeras estão aí para provar”, relembra Fernanda.

O caso aconteceu por volta das 14h30. Ela afirma que não conhece a suspeita e que estava na loja sozinha. A recepcionista contou que foi informada pela gerente da loja que o segurança foi demitido.

Foi então que Fernanda mostrou à reportagem da TV Bahia, áudios enviados pela gerente da loja, onde a mesma afirma que fez o desligamento do segurança, porque tinha confirmado o relato nas câmeras.

Nos áudios, a gerente da Renner fala que quando olhou as imagens, comunicou a central e fez o desligamento do funcionário.

Fernanda desabafa e diz: “Infelizmente isso só acontece com a pele negra. Se eu fosse clara, ele não ia fazer isso”.

Em nota, a Polícia Civil informou que o caso é investigado pela 11ª Delegacia Territorial (DT)/Tancredo Neves. De acordo com o registro, a Fernanda foi abordada e acusada de roubo pelo segurança da loja, que pediu para a cliente sair do estabelecimento.

A polícia afirmou que além da vítima e do segurança, outros funcionários da loja devem prestar depoimento na delegacia.

Em nota, a empresa afirmou que apurou imediatamente o caso e seguiu seu protocolo para relatos de casos de discriminação.

O advogado da recepcionista, Marcos Allan, conta que identificou diversos crimes na abordagem.

“Nós verificamos ali uma abordagem discriminatória, preconceituosa, fundamentada em uma discriminação racial. Nesse momento, também identificamos a prática do crime de calúnia”, afirmou.

O Shopping Bela Vista também se pronunciou sobre o caso e disse que prestou atendimento médico à cliente e ofereceu toda a assistência necessária enquanto ela esteve no empreendimento.

Conforme o Shopping Bela Vista, a mulher fez o registro da queixa na Central de Atendimento ao Cliente e o centro comercial aguarda a apuração dos fatos.

O Bela Vista reiterou ainda que não compactua, tolera e repudia quaisquer atitudes discriminatórias e reforçou que tem um posicionamento democrático e de acolhimento à diversidade.

Paola Carosella critica quem apoia Bolsonaro: ‘escroto ou burro’; bolsonaristas atacam chef na web

A chef argentina Paola Carosella chamou de “escroto” e “burro” as pessoas que ainda apoiam o governo Bolsonaro em 2022. A declaração foi feita durante um episódio do podcast DiaCast, ao ser perguntada sobre como ela lida com bolsonaristas.

“Não lido mais. Na família do meu sócio, tinham alguns, mas já mudaram. (…) Fica muito difícil se relacionar com alguém que [ainda apoia o Governo Bolsonaro]. Por dois motivos: ou porque é um escroto ou porque é burro”, afirmou a chef.

Carosella concluiu sua fala dizendo que o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), “não faz a mínima ideia do que está fazendo” e está lutando contra um “comunismo que não existe”.

“Eu acho que ficou muito claro que não teve nunca um programa de governo, que não faz a mínima ideia do que está fazendo, que está lutando contra um comunismo que não existe (…) Cadê o comunismo? Qual comunismo? Quando o Brasil foi comunista? Em que momento?”, disse.

A fala não foi bem recebida pelos apoiadores do governo, que se manifestaram nas redes sociais. O ex-secretário de Cultura do Governo Federal Mario Frias sugeriu que Paola, que é da Argentina e naturalizada brasileira, voltasse para seu país de origem.

“A pergunta que não quer calar: porque a Paola Carosella não volta para a Argentina? O sistema político que ela quer para o Brasil já foi implantado com sucesso na no seu país, a solução é simples, é só voltar pra lá”, afirmou Mario Frias em um tuíte.

Já o lutador de MMA, Renzo Gracie, apoiou um boicote a um restaurante que Paola é proprietária em São Paulo.

“Paola Carosella do Masterchef da Band. Vamos ver como vai ficar o restaurante dela, Arturito, na Pinheiros. Vai ter que voltar para a Argentina, Paola”, publicou o lutador em sua conta.

Por causa da repercussão, a página do restaurante Arturito no Google começou a ser mal avaliada por bolsonaristas. Eles deixavam seus comentários citando a declaração que ela fez no podcast.

Brasil registra 47 mortes por Covid; média móvel volta a ficar abaixo de 100

O Brasil registrou nesta segunda-feira (23) 47 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 665.727 desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 96 –foi a primeira vez em 10 dias. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -1%, indicando tendência de estabilidade nos óbitos pela doença.

Brasil, 23 de maio
Total de mortes: 665.727
Registro de mortes em 24 horas: 47
Média de mortes nos últimos 7 dias: 96 (variação em 14 dias: -1%)
Total de casos conhecidos confirmados: 30.799.914
Registro de casos conhecidos confirmados em 24 horas: 13.571
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 14.458 (variação em 14 dias: -10%)

Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Ceará, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Paraná, Roraima e Sergipe não registraram morte pela doença em 24 horas.

Não houve divulgação de dados atualizados de casos e mortes no Tocantins.

O país também registrou 13.571 novos diagnósticos de Covid-19 em 24 horas, completando 30.799.914 casos conhecidos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de casos nos últimos 7 dias foi de 14.458, variação de -10% em relação a duas semanas atrás.

Em seu pior momento, a média móvel superou a marca de 188 mil casos conhecidos diários, no dia 31 de janeiro deste ano.

Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Contribuinte vai trabalhar este ano até 29 de maio só para pagar impostos, revela estudo

O dinheiro que os cidadãos e as empresas pagam em impostos é, entre outras coisas, para financiar o sistema público de saúde – e é muito dinheiro. Basta dizer que até domingo que vem, dia 29 de maio, todo o fruto do trabalho de cada cidadão, este ano, terá sido só para pagar impostos, taxas e contribuições.

A lista é de perder de vista; são 63 tipos de impostos, taxas e contribuições pagos pelos brasileiros. Os tributos estão nos produtos e serviços: PIS, Cofins, ICMS, ISS; nos salários, com INSS e Imposto de Renda; e também incidem sobre o patrimônio, para quem tem, por exemplo, um carro ou uma casa.

“R$ 20 do imposto disso, mais R$ 10 do imposto daquilo. Tudo que a gente faz vira imposto. Olha na notinha, né? Cofins, tudo com fins, como diz né? Tudo tem fins, só não tem aumento”, reclama a promotora de vendas Ana Cristina Ribeiro Rocha.

Este ano, o contribuinte vai trabalhar, em média, até o dia 29 de maio só para pagar os tributos federais, estaduais e municipais. São 149 dias para quitar essa fatura. A classe média é a que, proporcionalmente, mais vai trabalhar para pagar os tributos: 157 dias, até 6 de junho.

“Roupa, comida, principalmente, né? É muita coisa”, lamenta uma mulher.

O levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação considerou o período de maio de 2021 a abril de 2022. O estudo também concluiu que o valor pago em impostos representa 40,82% do rendimento médio do brasileiro que, no ano passado, ficou um pouco acima de R$ 2,7 mil, segundo cálculos do IBGE.

O presidente do instituto afirma que a carga tributária brasileira está entre as maiores do mundo e tem um dos mais baixos retornos em forma de serviços públicos e infraestrutura.

“O problema não está na arrecadação em si, porque o Brasil é um país gigante. O problema é o retorno. O Brasil, entre os 30 países de maior carga tributária do mundo, é aquele que dá o pior retorno em relação àquilo que é arrecadado. E ele não consegue melhorar a qualidade de vida da população”, explica o presidente do IBPT, João Eloy.

Quem paga a conta já notou. “Poderia aplicar em muito mais coisa, principalmente escola, remédio para quem precisa nos postos”, acredita uma contribuinte. “Você vê que não está havendo um investimento necessário nos pontos básicos – Saúde, Educação e Segurança”, afirma outro.

Acidente na Rio Branco por pouco não vira tragédia, veja o vídeo

O Blog Alyson Nascimento recebeu um vídeo de uma câmera de segurança instalada de frente à Avenida Rio Branco. A câmera foi doada pela empresa CSS Monitoramento e serviu ao Afogareta. Foi mantida no local como contribuição para o monitoramento na cidade.

Ela mostra o momento que o carro Uno placas KGP-8525, guiado por Adriano Muniz, serralheiro de 29 anos, entra em alta velocidade e bate no Corsa Classic placas KGV-3506.

O choque acontece às 3h47. A primeira percepção é de que uma tragédia maior poderia ter ocorrido. Naquele horário havia grande movimento, certamente pelo pós festa do cantor Zezo no Hotel Brotas, com muitos motoristas voltando pra casa. Antes do choque, o Uno quase atinge um carro de passeio e ema moto. Por segundos, outros veículos não foram atingidos. Só em pouco mais de um minuto de vídeo, sete veículos aparecem na imagem.

O carro era do contador José Danillo Oliveira e de seu sócio em uma empresa de energia solar. O motorista admitiu que passou a noite ingerindo bebida alcoólica com sua esposa em uma festa. Ao retornar perdeu o controle do seu veículo, vindo a colidir na traseira do carro do contador, que estava estacionado em frente à sua residência.

“O condutor apresenta estar sob efeito de álcool, apresentando-se bastante alterado, com palavras desconexas e com forte odor etílico”, disse a polícia em nota. O Delegado plantonista autuou em flagrante o condutor do veículo por dirigir sob influência de álcool.

Texto: Blog Nill Júnior

Adolescente com suspeita de hepatite grave evolui bem após transplante; hospital avalia extubação

A adolescente de 14 anos, que recebeu transplante de fígado na última sexta-feira (20) com quadro suspeito de hepatite grave de origem desconhecida, segue internada na  Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário Oswaldo Cruz da Universidade de Pernambuco (HUOC/UPE).

De acordo com boletim médico divulgado nesta segunda-feira (23), o quadro clínico da adolescente evoluiu favoravelmente. “Nesta segunda-feira (23), a paciente continua apresentando melhora gradual”, disse o hospital no texto.

A menina deve passar entre esta segunda e a terça-feira (24) por um pequeno procedimento cirúrgico. Para a quarta, a equipe médica entrará com m processo de extubação da garota.

Ao longo da semana, a equipe irá avaliar uma possível alta da UTI.

Durante o fim de semana, o hospital informou que exames laboratoriais indicaram que o fígado, assim como os demais órgãos, já funcionam adequadamente. 

‘Fomos positivamente surpreendidos’, diz Tebet sobre desistência de Doria

Em visita a Cuiabá, a senadora e presidenciável Simone Tebet (MDB-MS) disse ter se surpreendido “positivamente” com a desistência de João Doria de disputar a Presidência da República, anunciada mais cedo.

Em pronunciamento convocado para tornar pública sua decisão, Doria disse entender “não ser a escolha da cúpula do PSDB”. Tebet ganhou força no PSDB como o nome mais viável para enfrentar o cenário de polarização entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente Jair Bolsonaro.

PSDB, MDB e Cidadania são parte de uma coalizão para lançar um único nome ao pleito. Apesar de ter vencido as prévias tucanas, o ex-governador vinha enfrentando forte oposição dentro do partido.

“Fomos positivamente surpreendidos. Mas era de alguma forma esperado. Tenho pelo João Doria a mais profunda amizade. Nós somos colegas e amigos. Estávamos em uma disputa equilibrada, democrática, onde conversávamos em alto nível. Só tenho a agradecer a grandeza e a generosidade do governador João Doria”, afirmou Tebet.

Ela em seguida elogiou Doria e diz estar otimista em relação ao projeto presidencial. Mesmo assim, ela encontra resistência de lideranças de seu partido, já que há tanto uma ala pró-Lula, composta por parlamentares como o senador Renan Calheiros (AL), quanto uma bolsonarista. Nesta segunda-feira, ela repetiu o que vem dizendo quando questionada sobre o assunto:

“É natural que não tenhamos a unanimidade, mas teremos a unidade do partido na convenção”, declarou.

A senadora mencionou o fato de que, até ano passado, havia outros nomes concorrendo como postulantes a uma candidatura única da chamada “terceira via”. Antes de Doria, ficaram pelo caminho no projeto presidenciável os ex-ministros Sergio Moro e Luiz Henrique Mandetta (União), Rodrigo Pacheco (PSD), João Amoêdo (Novo) e Eduardo Leite (PSDB). Ela diz que agora a meta é conversar com lideranças políticas que até então “não acreditavam” em seu projeto.

Idoso morre em hospital do DF após outro paciente desligar respirador

Um idoso de 90 anos, que estava internado no Hospital Regional de Taguatinga (HRT), morreu depois que um outro paciente desligou os aparelhos que o ajudavam a respirar. O caso ocorreu em junho de 2020. Agora, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT) condenou o governo do estado a pagar indenização de R$ 40 mil para a família da vítima.

Na ação, o GDF alegou que o paciente seguia em quadro grave e que os aparelhos desligados não foram a causa da morte.

Arlindo Gomes de Araújo passou mal dentro de casa e foi levado pelo Corpo de Bombeiros (CBMDF) para o HRT. De acordo com um dos netos da vítima, que não quis ser identificado, a suspeita era de síndrome respiratória. O caso ocorreu em um dos picos da pandemia de Covid-19.

“Assim que ele chegou, foi para a sala vermelha e logo o intubaram. Falaram [para os familiares]: ‘Pode ir para casa que agora ele está na ala de Covid, aí tem que aguardar sete dias para o resultado [do exame] sair'”, conta.

A família não podia visitar a vítima em razão dos protocolos de segurança contra Covid-19, e as informações sobre o estado de saúde de Arlindo Gomes de Araújo eram passadas pelo hospital. O neto diz que os parentes foram surpreendidos menos de uma semana depois com a notícia da morte do idoso.

“Depois de quatro ou cinco dias que ele estava internado, só informaram que ele tinha falecido. Ligaram de manhã e a gente ficou estarrecido. Porque ele estava intubado, mas estava estável e do nada ele amanhece morto”, relembra.

A causa da morte, na certidão de óbito, foi registrada como “insuficiência respiratória aguda”, com suspeita de Covid-19. No entanto, quando o corpo estava no Instituto Médico Legal (IML), os familiares souberam que os aparelhos de Arlindo tinham sido desligados por outro paciente, e que o caso era investigado pela Polícia Civil .

“A gente só ficou sabendo do fato no IML, com o corpo do meu avô dentro do carro da funerária. E o policial veio correndo na nossa direção, com o papel na mão, e disse: ‘Vocês viram essa ocorrência?’. E a gente: ‘Não’. ‘Então senta aí que é traumático'”, conta o neto da vítima.

De acordo com o depoimento da médica que estava de plantão no dia da morte, a equipe de enfermagem constatou que dois aparelhos respiratórios tinham sido desligados da tomada. Um estava funcionando com a bateria auxiliar, mas a bateria do outro estava descarregada.

Segundo o relato, outro paciente, de 79 anos, internado na mesma ala, disse que desligou os aparelhos pois havia “constatado que os pacientes não necessitariam mais do respirador mecânico, em virtude de estarem bem”.

A ação não foi testemunhada por funcionários do hospital mas, segundo a equipe médica, o paciente que confessou ter desligado os aparelhos já vinha dando trabalho. O homem também já está morto.

Na noite em que o idoso faleceu, saiu o resultado do exame de Covid-19 de Arlindo, que deu negativo. A família conseguiu mudar a causa da morte na certidão de óbito para “a esclarecer”.

Sem Doria, tucanos apresentarão nome de Eduardo Leite ao PSDB

Com João Doria (PSDB) fora do páreo, tucanos apresentarão na reunião da executiva nacional do partido prevista para esta terça-feira (24) o nome de Eduardo Leite para a Presidência.

“Vai começar o movimento para chamar o segundo lugar nas prévias. A tese vai ser apresentada amanhã”, disse ao blog um dirigente tucano, sobre nova investida para o ex-governador do RS representar o partido na eleição.

A argumentação é de que o PSDB deve manter sua candidatura e passar para o segundo colocado nas prévias, mesmo com uma eventual negociação com partidos da terceira via em andamento.

O movimento mostra que o caminho para apoiar a candidatura de Simone Tebet, pré-candidata do MDB ao Planalto, também enfrenta resistência de parte do PSDB.

Logo após a desistência de Doria, o presidente do partido, Bruno Araújo, defendeu conversas com o Cidadania e MDB para alinhar um nome em comum para a eleição de outubro.

Além de Tebet, o União Brasil, outra sigla disposta a conversar com os tucanos e integrar a chamada terceira via, oferece o nome de Luciano Bivar como presidenciável.

Rússia diz estar disposta a retomar negociações com Ucrânia

O negociador russo Vladimir Medinsky afirmou neste domingo (22) que a Rússia está disposta a retomar os diálogos de paz com a Ucrânia, assegurando que foram suspensos por causa de Kiev.

“De nossa parte, estamos dispostos a continuar o diálogo”, afirmou Vladimir Medinski, conselheiro do Kremlin, encarregado das negociações com a Ucrânia, durante entrevista à TV bielorrussa.

O congelamento das conversas foi completamente uma iniciativa da Ucrânia”, acrescentou, considerando que “a bola estava no telhado” de Kiev.

“A Rússia nunca rechaçou as negociações”, afirmou.

Depois que as forças russas entraram na Ucrânia em 24 de fevereiro, foram organizadas rodadas de conversações entre os dois países.

Os ministros das Relações Exteriores russo e ucraniano se reuniram em março na Turquia e as delegações se encontraram em Istambul, mas sem sucesso.

O negociador ucraniano, Mikhailo Podoliak, declarou na terça-feira que os diálogos tinham sido suspensos, enquanto a Rússia centralizou sua “operação especial” no leste da Ucrânia.

Covid-19: chega ao fim estado de emergência em saúde pública no Brasil

Chegou ao fim, neste domingo (22), o estado de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin), decretado em função da pandemia de Covid-19 no Brasil.

A portaria com a decisão foi assinada pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em 22 de abril, e previa prazo de 30 dias para que estados e municípios se adequassem à nova realidade.

A decisão do governo brasileiro foi tomada com base do cenário epidemiológico mais arrefecido e o avanço da Campanha de Vacinação no país. Segundo o Ministério da Saúde, apesar da medida, nenhuma política pública de saúde será interrompida.

“A pasta dará apoio a estados e municípios em relação à continuidade das ações que compõem o Plano de Contingência Nacional”, garantiu o governo.

No último dia 12 de maio, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) prorrogou, a pedido do Ministério da Saúde, o prazo de validade das autorizações para uso emergencial de vacinas contra covid-19, que deixariam de ser usadas na campanha de vacinação contra a doença com o fim do Epin. A medida vale também para medicamentos que só deveriam ser usados durante a crise sanitária. Segundo a decisão da Diretoria Colegiada da Anvisa, as autorizações permanecerão válidas por mais um ano.

No mesmo dia, a Anvisa alterou a resolução que permite a flexibilização das medidas sanitárias adotadas em aeroportos e aeronaves, em virtude do encerramento do estado de emergência. Entre as mudanças, estão a retomada do serviço de alimentação a bordo e permissão para retirada de máscaras para se alimentar, durante o voo.

Segundo o Ministério da Saúde, o governo federal empenhou quase R$ 34,3 bilhões para a compra de cerca de 650 milhões de imunizantes contra a covid-19.

“Por conta da vacinação, o Brasil registra queda de mais de 80% na média móvel de casos e óbitos pela covid-19, em comparação com o pico de casos originados pela variante Ômicron, no começo deste ano. Os critérios epidemiológicos, com parecer das áreas técnicas da pasta, indicam que o país não está mais em situação de emergência de saúde pública nacional”, ressaltou o Ministério em nota.

APAC emite alerta de chuvas moderadas a fortes em três regiões de Pernambuco

A segunda-feira (23) em Pernambuco deverá ser de chuva, segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC). Em alerta divulgado na tarde deste domingo (22) e válido até a segunda-feira (23), o órgão informou que as regiões Metropolitana do Recife (RMR), Mata Sul e Mata Norte, serão afetadas por pancadas de chuva, com intensidade de moderada a forte.

De acordo com a agência, os moradores devem seguir as orientações da Defesa Civil de cada município. Em nota, a Defesa Civil do Recife reforçou o funcionamento do seu plantão permanente, de atendimento 24 horas. O serviço pode ser acionado com ligação gratuita para o telefone 0800 081 3400.

A orientação do órgão municipal é que, em caso de necessidade, moradores de locais de risco procurem abrigos seguros e acionem o serviço da Defesa Civil.

Argentina registra 1º caso suspeito de varíola dos macacos no país

O Ministério da Saúde da Argentina investiga seu primeiro caso suspeito de varíola dos macacos no país, segundo um comunicado divulgado pelo governo neste domingo (22).

Em nota, a pasta disse que um morador da província de Buenos Aires entrou em contato com o serviço de saúde com sintomas “compatíveis com o da varíola dos macacos”.

O paciente apresentou pequenas feridas em distintas partes do corpo e febre, além disso, ele acabou de retornar de uma viagem à Espanha, país que identificou um pequeno surto desta infecção.

Ainda de acordo com o comunicado da saúde, o infectado se encontra em um bom estado, está em isolamento e recebendo tratamento para os sintomas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse que espera identificar mais casos de varíola dos macacos à medida que países onde a doença normalmente não é encontrada aumentem a vigilância.

Até sábado (21), 94 casos haviam sido confirmados e 28 casos suspeitos de varíola foram relatados em 15 países que não são endêmicos para o vírus, disse a agência de Saúde da ONU.

“As informações disponíveis sugerem que a transmissão de humano para humano está ocorrendo entre pessoas em contato físico próximo com casos sintomáticos”, acrescentou a OMS.

A varíola dos macacos é uma doença infecciosa que geralmente é leve e endêmica em partes da África Ocidental e Central.

Ela é espalhada por contato próximo, e pode ser contida com relativa facilidade por meio de medidas como isolamento e higiene.

Os sintomas são:

dores de cabeça
dores no corpo
nódulos linfáticos inchados
cansaço
erupções cutâneas nas mãos e pés.

Motorista que atropelou 5 crianças em Ceilândia, no DF, não tem CNH

O motorista que atropelou cinco crianças, na tarde deste domingo (22), em Ceilândia, no Distrito Federal, não tem Carteira Nacional de Habilitação (CNH), de acordo com o boletim divulgado pela Polícia Civil do DF.

O condutor do veículo, de 53 anos, foi detido e autuado na 15ª Delegacia de Polícia por acidente de trânsito com vítima, atropelamento de pedestres e embriaguez ao volante, confirmada por exame do Instituto Médico Legal (IML), além da falta de habilitação.

De acordo com o Corpo de Bombeiros do DF, três crianças, de 5 e 6 anos, ficaram em estado grave e duas crianças, de 10, estavam estáveis. Após atendimento dos militares, as vítimas foram conduzidas, inicialmente, para o Hospital Regional de Ceilândia.

As três crianças em estado grave foram posteriormente transferidas para o Hospital de Base, todas com traumatismo cranioencefálico (TCE) e múltiplas fraturas.

O acidente aconteceu na QNP 5, próximo à feira de Ceilândia. Uma testemunha ouvida pela TV Globo, que preferiu não se identificar, conta que estava de moto e parou na faixa de pedestre para as crianças passarem. No entanto, segundo o homem, o carro não teria parado, causando o acidente.

O homem que presenciou o atropelamento conta que o motorista tentou fugir e quase atropelou ele e um amigo, que estavam de moto. Em seguida, os dois conseguiram impedir que o condutor do veículo fugisse.

“Eu fiquei tão em choque que fiquei paralisado. Mas, eu ainda consegui alcançar o cara. Graças a Deus, eu consegui parar ele”, diz a testemunha.