Arquivo da categoria: Internacional

Tsunami em Tonga deixa país sem comunicação

Atingida por um tsunami, Tonga permanece praticamente incomunicável, com as linhas telefônicas e de internet sem funcionamento, deixando parentes na distante Nova Zelândia apreensivos por suas famílias nas ilhas do Pacífico, uma vez que os relatos de vítimas ainda não foram divulgados.

Um vulcão submarino em Tonga entrou em erupção no sábado (15), provocando alertas de ondas de tsunami de 1,2 metro e ordens de retirada da população nas áreas costeiras do país, bem como em várias ilhas do Pacífico Sul, onde imagens nas mídias sociais mostraram as ondas atingindo casas costeiras.

As linhas de internet e de telefone caíram por volta das 18h40, horário local, no sábado, deixando os 105.000 residentes nas ilhas praticamente incomunicáveis.

Ainda não há relatos oficiais de feridos ou mortes em Tonga, uma vez que a comunicação está limitada e ainda não foi possível estabelecer contato com áreas costeiras periféricas além da capital Nuku’alofa e mais próximas do vulcão, disse Jacinda Ardern, primeira-ministra da Nova Zelândia, em coletiva de imprensa neste domingo (16).

Tonga, uma nação insular com cerca de 105.000 habitantes, fica 2.383 quilômetros a nordeste da Nova Zelândia.

Duas mulheres morrem afogadas no Peru por conta de fortes ondas decorrentes da erupção em Tonga

Duas mulheres morreram afogadas no norte do Peru após ondas grandes que resultaram na erupção de um vulcão submarino em Tonga, informaram as autoridades locais neste domingo (16).

Alertas de tsunamis foram emitidos em diversos países do Pacífico, incluindo Peru, Estados Unidos, Chile e Japão, no sábado (15).

As mortes aconteceram na praia de Naylamp, na região de Lambayeque. Desde sábado (15) mais de 20 portos no Peru foram totalmente fechados.

“Lamentamos a morte de duas pessoas, encontradas por membros da polícia de San Martin na praia de Naylamp, quando as ondas estavam anormais”, escreveram em nota as autoridades peruanas, que reforçaram que a praia havia sido declarada como “imprópria para banhistas”.

O Instituto Nacional de Defesa Civil (Indeci) informou que, como resultado da erupção vulcânica, foram produzidas fortes ondas na costa do departamento de Ica.

Em Tonga, a força da água causou danos significativos mas ainda não há informações sobre mortos e feridos.

O arquipélago de Tonga fica em uma zona de grande atividade sísmica, o denominado “Círculo de Fogo do Pacífico”, devido ao encontro de placas tectônicas.

Ataque a faca na Universidade de Tóquio termina em três feridos

Três pessoas foram esfaqueadas do lado de fora da Universidade de Tóquio, neste sábado (15), antes de uma jornada de provas.

A polícia prendeu um estudante suspeito de cometer o ataque.

As vítimas são dois jovens, de 17 e 18 anos, e um homem, de 72, informou a polícia. Os jovens não correm risco de vida, mas o senhor ficou gravemente ferido, de acordo com a imprensa local.

Prendemos um estudante de 17 anos suspeito de esfaquear (as três vítimas) nas costas com a intenção de matar”, disse um porta-voz da polícia de Tóquio à AFP.
O estudante foi detido pela polícia na entrada da prestigiosa Universidade de Tóquio, após o ataque, acrescentou o porta-voz.

Segundo a emissora pública NHK, ele não faria os exames, nem conhecia as vítimas, mas declarou aos policiais: “Queria morrer depois de causar um incidente, porque não vou bem nos estudos”.

A NHK disse que a instituição manteve a realização dos exames, conforme programado, atingindo 3.700 alunos.

Erupção de vulcão em Tonga provoca tsunami no sul do Pacífico; EUA alertam para maremoto na Costa Oeste

A erupção de um vulcão submarino no arquipélago de Tonga neste sábado (15) provocou tsunami no sul do Pacífico.

Uma base dos Estados Unidos na Samoa Americana confirmou o alerta de tsunami e registrou grandes ondas avançando sobre a região.

Autoridades americanas informaram que há risco também de que um tsunami se forme na Costa Oeste dos EUA, no litoral dos estados de Washington e Oregon.

O Escritório Nacional de Emergências do Chile (Onemi) advertiu sobre a possibilidade de um “tsunami menor” atingir a Ilha de Páscoa.

No Japão, há também alerta para tsunami, segundo as autoridades meteorológicas locais – com o registro de fortes ondas na costa do país.

A erupção do vulcão submarino Hunga Tonga-Hunga Ha’apai foi registrada durante a madrugada. Ele fica localizado a de 65 km ao norte da capital de Tonga, Nuku’alofa.

Segundo a agência de notícias Associated Press, não há, inicialmente, relatos de feridos ou da extensão dos danos, mas as comunicações com a pequena nação foram cortadas.

Imagens que circulam nas redes sociais mostram o maremoto avançando sobre casas em algumas ilhas da área.

Segundo o Escritório de Meteorologia da Austrália, a movimentação causou um tsunami de 1,2 metro, mas que não há risco do maremoto se aproximar do país continental.

Ondas de 83 centímetros foram registradas na capital tonganesa, segundo o Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico.

Em meio a onda de calor, cidade argentina é invadida por besouros

Segundo a imprensa local, há registro de danos em propriedades públicas e privadas, e dezenas de fotos nas redes sociais mostram os besouros acumulados em tetos e calhas da cidade.

“É impressionante a quantidade”, disse o chefe de polícia Omar Sabaidini ao site regional Info Huella. “Em alguns casos provocaram danos às construções, na delegacia estragaram a cobertura.”

A medida de apagar as luzes durante a noite é uma aposta de Cristian Echegaray, responsável pela administração local, após reunião com o corpo de bombeiros e polícia.

“Resolvemos apagar a iluminação pública porque esse inseto busca lugares iluminados”, justificou Echegaray ao Info Huella.

Cindy Fernández, funcionária do Serviço Meteorológico Nacional, comentou em sua rede social que os animais – chamados em espanhol de cascarudos – “são inofensivos”, mas que voam descontroladamente e saem trombando com força contra tudo o que estiver pelo caminho.

Os insetos, que pertencem à família Melolonthidae (Coleoptera), vivem parte de seu ciclo como larvas enterradas no solo, e no verão com temperaturas crescentes, os adultos vêm à superfície para iniciar sua reprodução – e depois morrem. Com as altas temperaturas deste ano, essa dinâmica foi alterada.

A esperança da população de Santa Isabel, a 860 km de Buenos Aires, é de que os insetos comecem a evitar a área nos próximos dias, por conta da falta de iluminação.

O engenheiro agrônomo Gabriel Lara afirmou que os besouros – assim como outros insetos – são atraídos pela luz, no fenômeno conhecido como fototaxia.

Enquanto isso, moradores e autoridades locais passam o dia retirando os cascudos e enchendo caixas e carrocerias com milhares de besouros para retirá-los da área urbana.

Supermercados nos EUA enfrentam desabastecimento com Ômicron e crise climática

As prateleiras de supermercados em todo os Estados Unidos estão e permanecem vazias, uma vez que lojas lutam para reabastecer rapidamente produtos de necessidade diária, como leite, pão, carne, sopas enlatadas e produtos de limpeza.

Consumidores descontaram sua frustração nas mídias sociais nos últimos dias, postando fotos no Twitter de prateleiras vazias nas lojas Trader Joe, Giant Foods e Publix, entre outras.

Depois de enfrentar dois anos de pandemia e problemas relacionados à cadeia de suprimentos, os supermercados ainda não estão tendo o descanso que esperavam. Agora, enfrentam uma série de outros contratempos.

O golpe devastador de Omicron
À medida que a variante altamente contagiosa da Covid-19 continua a adoecer trabalhadores, uma escassez de força de trabalho em funções críticas, como transporte e logística, está se intensificando. A crise nos setores, por sua vez, afeta a entrega de produtos e o reabastecimento de prateleiras em todo o país.

O CEO da empresa de supermercados Albertsons, Vivek Sankaran, reconheceu que os produtos estão em falta durante teleconferência de resultados da empresa com analistas na última terça-feira.

“Acho que, como um negócio, todos nós aprendemos a gerenciá-lo. Todos nós aprendemos a ter certeza de que as lojas ainda são muito apresentáveis e a dar aos consumidores o máximo de escolha possível”, disse Sankaran durante a teleconferência.

Mesmo assim, acrescentou, a Omicron atrapalha esforços em melhorar lacunas da cadeia de suprimentos. “Esperamos mais desafios de fornecimento nas próximas semanas”, disse Sankaran.

As mercearias estão operando com menos da força de trabalho normal, de acordo com a National Grocers Association, e muitos de seus membros têm menos de 50% da força de trabalho normal.

“Embora haja abundância de alimentos na cadeia de suprimentos, prevemos que os consumidores continuarão a experimentar interrupções esporádicas em certas categorias de produtos, como vimos no último ano, devido aos desafios em fornecimento contínuo e questões trabalhistas”, disse Greg Ferrara, o presidente da associação.

A escassez de mão de obra continua pressionando todas as áreas da indústria alimentícia, disse Phil Lempert, analista do setor e editor do site SuperMarketGuru.

Bombardeios russos na Síria matam ao menos 11 extremistas do EI

Ao menos 11 supostos membros do grupo extremista Estado Islâmico (EI) morreram em ataques aéreos russos em áreas desérticas do leste da Síria, informou nesta quinta-feira (13) o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH).

Os ataques noturnos se concentraram em uma área desértica entre Palmira e Al-Sukhna, afirmou o OSDH.

“Os membros da organização extremista se escondem em cavernas nesta área”, disse o diretor da organização, Rami Abdel Rahman.

Os ataques também deixaram cerca de 20 feridos, acrescentou a fonte.

Os bombardeios russos desta quinta-feira foram os ataques mais mortais deste tipo desde novembro de 2021, quando 16 extremistas morreram, segundo o OSDH.

O EI proclamou seu califado em 2014 e chegou a controlar milhões de habitantes em vastos territórios da Síria e do Iraque até ser derrotado em 2019.

Os combatentes do EI se refugiaram em áreas desérticas, de onde continuam atacando o governo sírio e as forças aliadas.

Cirurgião britânico perde registro após gravar suas iniciais no fígado de pacientes

Um médico-cirurgião britânico perdeu seu registro profissional após gravar suas iniciais no fígado de dois pacientes, informou na segunda-feira (10) um tribunal inglês.

Simon Bramhall já havia admitido que assinou os órgãos de dois pacientes transplantados em 2013. Na época, o caso havia sido descoberto por um colega que o denunciou.

Ele trabalhava no hospital Rainha Elizabeth de Birmingham, na Inglaterra.

Em 2017, ele foi condenado a pagar uma multa de 10 mil libras (R$ 76 mil) pela ação, mas seguiu trabalhando por mais alguns anos.

Já em 2020 ele chegou a perder a licença temporariamente, conforme reportou a emissora britânica BBC, mas a decisão desta segunda o tira de vez das salas de cirurgia.

Isso porque o caso chegou ao tribunal que revisa o trabalho de médicos (MTPS da sigla em inglês), responsável por essas decisões, e que considerou este um “ato de arrogância profissional”.

O MTPS disse ainda, em sua decisão, que ainda que a marcação não tenha provocado danos aos pacientes, que era uma “violação nojenta da dignidade e autonomia” deles.

Príncipe Andrew, filho da rainha Elizabeth II, renuncia a títulos militares após acusação de agressão sexual

O príncipe Andrew, filho da rainha Elizabeth II, renunciou aos seus títulos militares e abriu mão de seus cargos honorários nesta quinta-feira (13), informou o Palácio de Buckingham em um comunicado.

“Com a aprovação e o aceite da rainha, as afiliações militares do duque de York e os patrocínios reais foram devolvidos”, disse a instituição em nota.

A decisão vem no mesmo tempo em que ele enfrenta um processo civil nos Estados Unidos por agressão sexual.

“O duque de York continuará a não assumir nenhuma função pública, e estará se defendendo neste caso como um cidadão comum”, esclarece o breve comunicado.

Andrew, que já vinha se afastando da vida pública, também deixará de atender pelo título de Sua Alteza Real, segundo reportagem da emissora britânica BBC, que cita fontes do palácio.

O príncipe Andrew é denunciado por uma cidadã americana que alega que o filho da rainha britânica abusou sexualmente dela em 2001, quando ela tinha 17 anos.

Um processo civil foi aberto no meio do ano passado por Virginia Giuffre, uma das vítimas dos crimes sexuais do financista americano Jeffrey Epstein – morto em 2019.

Giuffre afirma que teve relações sexuais forçadas com o príncipe Andrew há mais de duas décadas e os encontros teriam acontecido na casa de Ghislaine Maxwell, ex-sócia de Epstein.

O príncipe nega as acusações.

Québec no Canadá exige passaporte de vacina para compra de álcool e maconha

A província de Québec, no Canadá, tem tomado medidas drásticas para incentivar a vacinação e conter a onda de casos de Covid-19 provocada pela variante Ômicron. Junto ao novo imposto de saúde exclusivo para não-vacinados, o governo local anunciou uma medida restritiva incomum: não será permitido vender álcool ou maconha para pessoas que recusarem a imunização. Anunciado há uma semana, o passaporte começa a valer em 18 de janeiro, mas, aparentemente, já apresenta resultados.

Segundo o ministro da Saúde de Québec, Christian Dubé, os dados de imunização deram um salto nos últimos dias. “O agendamento para a 1ª dose continuam a aumentar. Cerca de 5 mil agendamentos foram feitos em 10 de janeiro e 7 mil ontem (terça-feira, 11), nosso recorde por vários dias. Os agendamentos foram realizados em todas as faixas etárias. 107 mil doses administradas ontem. É encorajador!”, comemorou pelo perfil oficial do Twitter.

Antes do anúncio das restrições, Québec vacinava uma média de 850 pessoas por dia. O recorde até o momento havia sido registrado em novembro, quando a província aplicou cerca de 1,6 mil primeiras doses em média. Apesar de ser uma boa notícia, a imprensa local alerta que ainda não se pode comemorar uma tendência de alta nas imunizações. Em cidades como Montreal, por exemplo, os números de janeiro continuam semelhantes aos de dezembro.

Já os dados de novas infecções e internações, por outro lado, seguem em uma crescente. Ainda na terça-feira (11), Dubé disse à imprensa local que os hospitais da província estão “à beira de um ponto de não retorno”. As projeções, segundo ele, indicam que Québec pode ter 2,5 mil internações por Covid-19 nos próximos dias. “O fim de semana que está chegando será o mais difícil”, falou ao Montreal Gazette.

Peixe dourado consegue dirigir veículo em terra firme, conclui estudo israelense

Peixinhos dourados são capazes de dirigir um veículo com rodas em terra firme, concluiu uma equipe de pesquisadores israelenses em um estudo sobre a capacidade da espécie de se adaptar e se orientar em um ambiente terrestre.

Pesquisadores da Universidade Ben-Gurion, localizada no deserto de Neguev, criaram um dispositivo que permite a um peixe dourado se deslocar em terra enquanto nada em um aquário colocado em cima de um carrinho robótico.

O estudo foi publicado na revista “Behavioral Brain Research” (“Pesquisa Comportamental do Cérebro”, em tradução livre).

Os pesquisadores anexaram câmeras que rastreiam o movimento do peixe e as conectaram a um computador que guiava o veículo.

Quando o peixe ia para a frente ou para os lados do aquário, o veículo avança na mesma direção; quando o peixe fica na parte traseira, o veículo permanece imóvel.

Para completar o estudo, os cientistas israelenses colocaram um alvo. Quando o peixe conseguia guiar o veículo até a meta, recebia como recompensa 0,002 gramas de grânulo alimentar em seu aquário.

Após alguns dias, o peixe conseguiu alcançar o objetivo sem se perder, segundo o estudo, “independentemente de seu ponto de partida” e “evitando ruas sem saída”.

A pesquisa conclui que o peixe dourado tem a “capacidade de transferir sua representação espacial e suas capacidades de navegação para um ambiente terrestre completamente diferente do seu”.

O estudo foi financiado com recursos públicos, e seus autores dizem que ele seguiu o protocolo israelense de respeito aos animais.

Católicos e judeus italianos condenam uso de bandeira nazista em funeral de militante da extrema direita em Roma

Líderes católicos e judeus italianos condenaram nesta terça-feira (11) um episódio em que extremistas de direita colocaram uma bandeira com uma suástica sobre um caixão do lado de fora de uma igreja após um funeral religioso e fizeram saudações nazistas.

A arquidiocese católica de Roma disse em comunicado que os padres da paróquia de Santa Lúcia, que fica em um bairro central da cidade, incluindo o clérigo que presidiu o rito fúnebre, não tinham ideia do que aconteceria fora da igreja na segunda-feira (10).

Imagens mostram o caixão com o corpo de Alessia Augello, ex-integrante do grupo extremista de direita Forza Nuova, coberto pela bandeira.

A declaração da diocese chamou a bandeira de “um símbolo horrendo que não pode ser conciliado com o cristianismo” e disse que o episódio foi um exemplo ofensivo de “exploração ideológica” de um serviço religioso.

A polícia disse que está investigando o incidente como um possível crime de ódio.

A comunidade judaica de Roma expressou indignação por tais eventos ainda poderem acontecer mais de sete décadas após o fim da Segunda Guerra Mundial e a queda da ditadura fascista italiana.

“É inaceitável que uma bandeira com uma suástica ainda possa ser mostrada em público nos dias de hoje, especialmente em uma cidade que viu a deportação de seus judeus pelos nazistas e seus colaboradores fascistas”, disse o comunicado.

Explosão de carro-bomba deixa mortos na capital da Somália

A explosão de um carro-bomba deixou mortos em uma estrada que leva ao aeroporto internacional de Mogadíscio, capital da Somália, nesta quarta-feira (12).

Nenhum grupo terrorista assumiu a autoria do atentado até o momento.

Ao menos oito pessoas morreram, segundo o chefe do serviço de ambulâncias da cidade, Abdikadir Abdirahman.

“Um carro-bomba atingiu um comboio, incluindo carros blindados, na rua Avisione”, disse Abdirahman à agência de notícias Reuters. “Não sabemos quem é o dono do comboio. Levamos oito mortos do local”.

A explosão atingiu as paredes e o teto da mesquita nas proximidades, em que Mohamed Osman orava.

“Quando saí da mesquita, vi várias casas velhas desmoronadas, partes de corpos na rua, mãos, pernas”, afirmou Osman. “Carros destruídos, tuk tuks queimados… Toda essa bagunça e a perda de vidas em um minuto”.

Presidente do Turcomenistão ordena o fechamento de ‘Porta do inferno’

O presidente do Turcomenistão, Gurbanguly Berdymukhamedov, disse no fim de semana que pretende por fim à famosa cratera de gás natural que queima no país há décadas.

“A cratera afeta negativamente o meio ambiente e a saúde das pessoas que vivem nas proximidades”, disse Berdymukhamedov em um pronunciamento televisionado no sábado (8).

Chamado “Porta do inferno”, o local é um tradicional destino turístico com 70 metros de diâmetros e chamas que se veem de longe na paisagem desértica.

O presidente turcomeno levantou questões ambientais e econômicas para sua decisão de pôr fim ao fogo e pediu ao governo para que se encontrem maneiras seguras de apagar o incêndio.

“Estamos perdendo recursos naturais valiosos, pelos quais poderíamos obter lucros significativos e usá-los para melhorar o bem-estar do nosso povo”, defendeu o mandatário.

A área tem uma quantidade significativa de petróleo e gás natural. E o “incêndio” começou quando geólogos da ex-União Soviética perfuravam a região, em 1971, para obter gás. O chão sob a plataforma cedeu e abriu o buraco.

O poço de fogo foi o resultado de um erro de cálculo simples por cientistas soviéticos, em 1971. Os geólogos perfuraram uma caverna subterrânea para obter gás.

Temendo que a cratera emitisse gases venenosos, os cientistas tomaram a decisão de colocar fogo, pensando que o gás iria queimar rapidamente. Mas as chamas não acabaram em mais de 50 anos, em um símbolo poderoso das vastas reservas de gás do Turcomenistão. Enquanto isso, visitantes viajam até lá para conferir o fenômeno de perto.

Cirurgiões americanos transplantam com sucesso um coração de porco em uma pessoa

Uma equipe de cirurgiões americanos transplantou com sucesso o coração de um porco geneticamente modificado em um humano, algo inédito no mundo, informou a universidade Maryland Medical School nesta segunda-feira (10).

A operação foi realizada na sexta-feira e demonstrou pela primeira vez que o coração de um animal pode continuar a bater em um ser humano sem rejeição imediata, explicou em comunicado.

O paciente, David Bennett, não tinha condições de receber um coração humano.

O residente de Maryland, de 57 anos, está sob vigilância médica para analisar o funcionamento de sue novo órgão.

“Era morrer ou fazer esse transplante. Eu quero viver. Eu sei que é um tiro no escuro, mas é minha última opção”, declarou Bennett um dia antes da operação.

Bennett, que passou os últimos meses acamado e ligado a uma máquina de suporte à vida, acrescentou: “Estou ansioso para sair da cama assim que me recuperar”.

A Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA) americana concedeu uma autorização de emergência para a cirurgia na véspera de Ano Novo, como a última chance para um paciente que não estava apto para um transplante convencional.

“Esta foi uma cirurgia revolucionária e nos deixa um passo mais perto de resolver a crise de escassez de órgãos”, disse Bartley Griffith, que transplantou o coração do porco.

“Estamos procedendo com cautela, mas também estamos otimistas de que esta primeira operação cirúrgica do mundo será uma nova e importante opção para os pacientes no futuro”, acrescentou.

O porco doador pertencia a um rebanho que passou por um procedimento de modificação genética para remover um gene que produz um açúcar que teria desencadeado uma forte resposta imune de um ser humano e causado a rejeição do órgão.

A modificação foi realizada pela empresa de biotecnologia Revivicor, que também forneceu o porco usado em um transplante de rim inovador em um paciente com morte cerebral em Nova York em outubro.

O órgão doado permaneceu em uma máquina para preservá-lo antes da cirurgia, e a equipe também usou um novo medicamento junto com outras substâncias convencionais para suprimir o sistema imunológico e impedir que rejeite o órgão.

Trata-se de um composto experimental fabricado pela Kiniksa Pharmaceuticals.

Cerca de 110 mil americanos estão atualmente esperando por um transplante de órgão, e mais de 6 mil pacientes morrem a cada ano antes de receber um, de acordo com dados oficiais.

Para atender à demanda, os médicos há muito se interessam pelo chamado xenotransplante, ou doação de órgãos entre espécies, com experimentos que remontam ao século 17.

As primeiras pesquisas se concentraram na extração de órgãos de primatas. Por exemplo, um coração de babuíno foi transplantado em um recém-nascido conhecido como “Baby Fae” em 1984, mas este sobreviveu por apenas 20 dias.

Hoje, as válvulas cardíacas de porco são amplamente utilizadas em humanos, e a pele de porco é enxertada em pessoas que sofreram queimaduras.

Os porcos são doadores ideais devido ao seu tamanho, crescimento rápido, ninhadas grandes e ao fato de estarem prontamente disponíveis, sendo criados para alimentação.

Quase 8 mil pessoas já foram presas em protestos no Cazaquistão

Autoridades do Cazaquistão anunciaram nesta segunda-feira (10) que quase 8 mil pessoas já foram detidas pela polícia durante os maiores protestos do país desde a sua independência da União Soviética, há mais de 30 anos.

Outras 164 pessoas — incluindo 3 crianças — morreram nas manifestações, que começaram após o governo praticamente duplicar o preço dos combustíveis. Os atos cresceram, se espalharam pelo país e foram duramente reprimidos pelo governo.

Mas as pessoas continuaram nas ruas e, em meio à violência, manifestantes incendiaram a prefeitura de Almaty, maior cidade e capital econômica do Cazaquistão, e chegaram a tomar o aeroporto da cidade.

O Ministério do Interior do Cazaquistão informou que 7.939 pessoas foram detidas em todo o país e cerca de 2 mil ficaram feridas.

O ministério estimou os danos materiais em cerca de US$ 200 milhões (R$ 1,1 bilhão) e disse que mais de 100 empresas e bancos foram saqueados e cerca de 400 veículos, destruídos.

O presidente Kassym-Jomart Tokayev afirmou nesta segunda que os eventos da semana passada foram uma “agressão terrorista” contra o país. Na sexta, ele havia autorizado a polícia a “atirar para matar sem aviso prévio”.

EUA alertam Irã sobre graves consequências caso ataque americanos

O Irã enfrentará graves consequências em caso de ataque a americanos, disse a Casa Branca neste domingo (9), incluindo qualquer um dos que sofreram sanções de Teerã pela morte do general Qassem Soleimani em 2020, após ataque de drones.

O conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, disse que as sanções do Irã nesse sábado (8) foram aplicadas ao mesmo tempo em que as milícias de Teerã atacam tropas americanas no Oriente Médio.

“Trabalharemos junto aos nossos aliados e parceiros para deter e responder a qualquer ataque realizado pelo Irã”, disse Sullivan em comunicado.

“Se o Irã atacar qualquer um de nossos cidadãos, incluindo qualquer uma das 52 pessoas que sofreram sanções ontem, enfrentará graves consequências.”

Ontem, o Irã impôs sanções a dezenas de americanos, muitos deles do Exército dos EUA, pelo assassinato de Soleimani em 2020.

O Ministério das Relações Exteriores do Irã disse que 51 americanos foram implicados em “terrorismo” e violações dos direitos humanos. A medida permite que as autoridades iranianas apreendam quaisquer ativos que eles tenham no Irã, mas a aparente ausência desses ativos significa que provavelmente a punição foi simbólica.

Não ficou claro por que a declaração de Sullivan se referia a 52 pessoas, enquanto Teerã disse ter aplicado sanções a 51.

Incêndio que matou 19 pessoas em Nova York foi causado por aquecedor portátil

Um incêndio em um prédio residencial no Bronx, em Nova York, causou a morte de ao menos 19 pessoas, entre elas 9 crianças, neste domingo (9).

Segundo o Corpo de Bombeiros, 63 pessoas estão feridas, 32 delas correndo risco de vida, principalmente por terem inalado muita fumaça. Entre os feridos também estão outras crianças.

O fogo começou pouco antes das 11 horas, em um apartamento duplex no segundo e terceiro andares de em um edifício de 19 andares localizado em 333 East 181st Street.

Segundo o comissário do Departamento de Bombeiros da cidade, Daniel Nigro, um aquecedor foi a causa do incêndio. “Os xerifes determinaram, com base em evidências físicas e relatos de moradores, que o incêndio começou em um quarto, devido a um aquecedor elétrico portátil”, explicou.

Os bombeiros chegaram ao local em apenas três minutos, mas as chamas já haviam se espalhado. O fogo foi extinto no início da tarde.

O fogo começou pouco antes das 11 horas, em um apartamento duplex no segundo e terceiro andares de em um edifício de 19 andares localizado em 333 East 181st Street.

Segundo o comissário do Departamento de Bombeiros da cidade, Daniel Nigro, um aquecedor foi a causa do incêndio. “Os xerifes determinaram, com base em evidências físicas e relatos de moradores, que o incêndio começou em um quarto, devido a um aquecedor elétrico portátil”, explicou.

Os bombeiros chegaram ao local em apenas três minutos, mas as chamas já haviam se espalhado. O fogo foi extinto no início da tarde.

“Este será um dos piores incêndios que testemunhamos aqui nos tempos modernos, na cidade de Nova York”, afirmou o prefeito Eric Adams.

Os feridos foram encaminhados a cinco hospitais diferentes, segundo a emissora ABC.

A governadora de Nova York, Kathy Hochul, disse que está “horrorizada com o incêndio devastador”.

“Meu coração está com os entes queridos de todos aqueles que perdemos tragicamente, todos os afetados e com nossos heróicos bombeiros. Todo o estado de Nova York está com a cidade de Nova York”, acrescentou.

Cazaquistão diz que 164 foram mortos e 5 mil estão presos em meio a protestos

O Ministério da Saúde do Cazaquistão informou neste domingo (9) que o saldo de mortos em meio à crise que se desenrola no país chega a 164 e que duas das vítimas são crianças.

A atualização representa um salto em relação às cifras divulgadas durante a semana, quando foi anunciado que 26 manifestantes e 18 policiais haviam morrido. A maior parte das mortes ocorreu em Almati, a maior cidade do país, com cerca de 1,7 milhão de habitantes.

Cresceu, ainda, o número de pessoas detidas pelas forças de segurança. Ao menos 5.135 cidadãos foram presos no escopo de 125 investigações, de acordo com informações do Ministério do Interior cazaque.

O governo do presidente Kassim-Jomart Tokaiev alegou ter estabilizado a situação e acrescentou que as tropas da aliança militar de países ex-soviéticos liderada por Moscou estavam protegendo instalações energéticas estratégicas do país —o Cazaquistão é um produtor relevante de petróleo e gás.

A situação foi estabilizada em todo o país”, diz comunicado divulgado neste domingo. Funcionários da inteligência cazaque afirmam que ações de “limpeza”, que chamam de uma operação de contraterrorismo, continuam. Durante o estopim dos projetos, Tokaiev havia ordenado que eles atirassem “para matar”.

Ao menos 21 pessoas morrem presas em carros por nevasca no Paquistão

Ao menos 21 pessoas morreram presas dentro de seus veículos, em um gigantesco engarrafamento causado por dezenas de milhares de visitantes que decidiram ver uma rara tempestade de neve em uma cidade montanhosa do norte do Paquistão.

Segundo a polícia, ao menos seis pessoas morreram congeladas dentro de seus veículos. Ainda não se sabe se as outras vítimas morreram sufocadas após inalarem gases no engarrafamento.

O ministro do Interior, Sheij Rashid, disse que mobilizou militares para limparem as estradas e socorrerem os milhares de motoristas e passageiros ainda presos perto de Murree, cerca de 70 km ao nordeste da capital Islamabad.

Vídeos compartilhados nas redes sociais mostram carros presos no engarrafamento, com um metro de neve acumulada no teto. “As pessoas enfrentam uma situação terrível”, afirma Usman Abbasi, um turista bloqueado nesta cidade, onde a neve continua caindo, segundo relatou à AFP por telefone.

“Governo pouco preparado”

Durante dias, as redes sociais do Paquistão estiveram cheias de imagens e vídeos de pessoas se divertindo com a neve perto de Murree, um pintoresco centro turístico construído pelos britânicos no século XIX e usado como sanatório para suas tropas coloniais.

O gabinete do chefe da província de Punjab anunciou que Murree foi declarada “zona de desastre” e pediu às pessoas para não viajarem para a cidade. O primeiro-ministro Imran Khan se declarou comovido com a tragédia.

“Nevascas sem precedentes e deslocamentos de pessoas sem constatar as previsões meteorológicas deixam o governo pouco preparado” para enfrentar a situação, tuitou. “Ordenei uma investigação e adotei no local medidas rígidas para prevenir este tipo de tragédia”, acrescentou.

As autoridades advertiram no último fim de semana que muitos veículos tentavam chegar a Murree, mas isso não desanimou a multidão de motoristas a viajar para esta cidade.

Mais de 100.000 automóveis foram para a cidade turística de Murree nos últimos dias para ver as grandes e raras nevascas, causando enormes engarrafamentos nas vias de acesso e saída, segundo um porta-voz da polícia.

Sua proximidade com a capital fazem de Murree um frequentado destino turístico para viagens de um dia. O ministro Sheij Rashid informou que moradores locais alojaram as pessoas presas na cidade e ofereceram comida e abrigo aos que estão nas redondezas.

As autoridades forneceram alojamento em escolas e prédios administrativos para aqueles que conseguiram sair das estradas engarrafadas e chegar à cidade. O serviço de emergência do Paquistão divulgou uma lista com os nomes das 21 pessoas cuja morte foi confirmada.