Com medo de novo colapso, AM adia aulas e convoca médicos para conter covid

Um ano após viver o ápice do colapso hospitalar após a falta de oxigênio em hospitais, Manaus enfrenta uma alta sem precedentes no número de casos de covid-19, com aumento de hospitalizações.

Para encarar o cenário e evitar um novo colapso, o governo do Amazonas decidiu adiar o início do ano letivo na rede pública e lançou hoje um edital de emergência para contratar médicos e profissionais de saúde para os hospitais. Além disso, grandes eventos estão suspensos em todo o estado.

Secretário de Saúde do Amazonas, o médico Anoar Samad reforça o pedido para que as pessoas se vacinem e avisa que, apesar da alta de casos, não houve registro de óbito por covid nas últimas 24 horas.

Manaus registra uma alta na média móvel de casos entre os dias 1° e 13 de janeiro. Somente ontem, foram 2.069 novos casos confirmados. Até o início do ano, esse número não passava de 20.

No estado, a média de 105 novos casos subiu para 952 —1.007% a mais. Assim como na segunda onda, entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021, a alta começa pela capital.

“Já prevíamos um aumento exponencial de casos, mas não tão grande”, admite o secretário Samad.

‘Terceira onda’: Transmissão da covid ultrapassa pico da pandemia no Brasil

A taxa de transmissão (Rt) do novo coronavírus ultrapassou o pico da pandemia no Brasil, iniciando a terceira onda no país, afirmam especialistas. O Rt no Brasil atingiu ontem a marca de 1,53, contra um índice de 1,29 em 16 e 17 de março do ano passado, momento crítico da segunda onda do coronavírus.

Os dados foram coletados a pedido do UOL pela Info Tracker, plataforma de monitoramento da pandemia das universidades estaduais USP e Unesp.

Os pesquisadores consideram que essa taxa precisa ficar abaixo de 1 para que a pandemia esteja controlada. Quando ela chega a 1, cada pessoa pode contaminar uma outra. Se for maior do que isso, cada doente poderá transmitir o coronavírus para mais de uma pessoa.

Com um Rt em 1,53, 100 infectados podem contaminar 153 pessoas”, explica a pós-doutoranda da USP e uma das coordenadoras da Info Tracker, a professora da Unesp Marilaine Colnago.

Em 2021, o Rt permaneceu acima de 1 durante todo o mês de janeiro, depois caiu e ficou abaixo disso até 23 de fevereiro, quando voltou a ultrapassar esse teto e atingir o pico da segunda onda em 16 e 17 de março, quando marcou 1,29.

Esse patamar só voltou a ficar abaixo de 1 em 18 de abril, superando a marca constantemente até meados do ano, quando, finalmente, baixou a 0,62 no dia 16 de julho.

A pandemia parecia controlada quando, em dezembro, a variante ômicron desembarcou oficialmente no Brasil. Desde então, a taxa de transmissão não parou de subir, voltando a romper o teto de 1 em 26 de dezembro.

No dia 7 de janeiro, o Rt ultrapassou a barreira em todas as regiões do Brasil. No dia 9, a taxa nacional chegou a 1,31 —ultrapassando o pico da pandemia, em março passado— e agora bate em 1,53.

“A taxa de transmissão da ômicron é impressionante. Em nenhum momento da pandemia recebi um número tão grande de pacientes com covid-19 como agora”, afirma o médico infectologista Marco Aurélio Sáfadi, professor na Santa Casa de São Paulo.

Casal em moto morre após ser atingido por raio em São Paulo

A queda de um raio provocou a morte de um casal em uma motocicleta no fim da tarde de sexta-feira (14), em Caçapava, São Paulo. O caso aconteceu durante um temporal.

As vítimas são Tiago Silva, de 32 anos, e Ana Maria Ramos, de 41 anos. Eles estavam andando de moto na Rodovia Presidente Dutra, que atravessa o estado, no sentido do Rio de Janeiro, na altura do Km 129, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal.

O raio atingiu a moto do casal, que acabou caindo na pista. O resgate foi acionado, mas eles morreram no local.

Em dois meses, 13 mil profissionais de saúde foram afastados por Covid e gripe

Mais de 13 mil profissionais de saúde, incluindo médicos, enfermeiros, funcionários administrativos e servidores públicos foram afastados entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022 devido a casos de Covid-19 e síndrome gripal em 14 capitais do país, segundo levantamento da Agência CNN feito nesta sexta-feira (14).

As capitais que mais afastaram profissionais foram: Rio de Janeiro (5.500), São Paulo (3.193), Fortaleza (1.300) e São Luís (1.000).

Com nova explosão de covid, estados reabrem leitos às pressas pelo país

O crescimento explosivo de casos de covid-19 no Brasil nos últimos dias levou gestores de todo o país a correrem para reabrir leitos de enfermaria e UTI (unidade de terapia intensiva) para dar conta de atender os pacientes que buscam socorro nas unidades de saúde.

O UOL pesquisou e viu que estados e prefeituras se mobilizaram e anunciaram expansão da rede hospitalar, com pelo menos mais cerca de 2.000 leitos. A alta vem após eles serem pressionados pelos recordes de atendimento a pacientes e internações com sintomas gripais —além da covid-19, muitos locais enfrentam epidemia de Influenza.

Estado com maior ocupação hospitalar segundo dados da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), Pernambuco chegou a enfrentar novamente fila de espera por um leito de UTI. Em menos de 20 dias, o estado colocou mais 480 leitos exclusivos para casos de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave), sendo 213 deles de UTI.

Mesmo com mais leitos, o boletim de sexta-feira apontava para 85% de ocupação das vagas de UTI e 76% de enfermaria. Na rede privada, 64% dos leitos de UTI também já estão ocupados.

Ainda no Nordeste, onde mais de 80% da população depende de serviços públicos de saúde, outros estados também se mobilizaram e ampliaram leitos.

No dia 10, o governo do Ceará informou a abertura de 452 leitos públicos de enfermaria e UTI para atendimento a pacientes com síndrome gripal —e que já estão em funcionamento.

Em Alagoas, o estado anunciou a instalação de 169 leitos para tratar pacientes. Na Bahia, onde a ocupação de leitos de UTI alcançou 64% na sexta-feira, a Prefeitura de Salvador promete mais 110 leitos para tratar pacientes da terceira cidade mais populosa do país.

Mais altas pelo país

No Amazonas, que viveu duas vezes colapso na rede hospitalar durante a pandemia, o governador Wilson Lima (PSC) anunciou que o estado e o Hospital Universitário Getúlio Vargas irão disponibilizar mais 74 leitos (54 clínicos e 20 de UTI) para pacientes com SRAG.

“Não esperávamos, por exemplo, que viesse uma síndrome respiratória, uma variante do influenza muito resistente às vacinas. Tivemos também essa nova variante ômicron, que tem uma transmissibilidade muito alta. O governador Wilson Lima nos pediu para traçar estratégias para se preparar para um possível aumento de internações”, afirmou o secretário Anoar Samad.

O estado vive uma alta explosiva de casos nos últimos dias, com grande aumento na procura de pacientes às unidades de saúde em Manaus.

No Pará, o governo ampliou, desde terça-feira (11), o número de leitos em quatro hospitais em Belém, Castanhal, Barcarena e Abaetetuba. Em Rondônia, mais 10 leitos de UTI para pacientes foram abertos na semana passada.

Ainda no Norte, o Tocantins abriu 10 leitos de UTI em Gurupi, após a cidade alcançar 100% de ocupação. “Se precisar aumentar os leitos de UTI e os clínicos, nós estamos preparados e sempre atentos”, disse o secretário de Saúde, Afonso Piva.

Em São Paulo, a rede também está sendo ampliada pelas cidades. Na capital, a Prefeitura de São Paulo anunciou a ampliação de 443 para 1.110 leitos exclusivos para pacientes com covid-19 na rede.

No estado, o governo informou que o estado registrou aumento de 58% das internações em leitos de UTI e de 99% nas enfermarias nas duas últimas semanas.

No Rio, a prefeitura prometeu abrir, diariamente, cerca de 30 leitos para tratamento de pacientes com covid-19 no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, referência para tratamento da doença. O estado enfrenta alta alarmante de casos de covid-19, que em apenas 7 dias bateu todo o mês de dezembro.

No Espírito Santo, que já enfrenta um número recorde de casos de covid-19 na pandemia, o secretário da Saúde, Nésio Fernandes, anunciou em pronunciamento no dia 10 que o estado vai expandir em aproximadamente 300 leitos “para suportarmos a pressão na rede hospitalar”.

Em Minas, os hospitais Júlia Kubitschek e Eduardo de Menezes ampliaram suas vagas e ganharam mais leitos de enfermaria.

Em Goiânia, após a ocupação de leitos municipais chegar a 94%, a prefeitura anunciou a abertura de mais 30 leitos de UTI para tratar pacientes com covid-19.

Justiça decreta prisão preventiva de pastor acusado de estuprar pelo menos oito mulheres

A Justiça decretou, nesta sexta-feira, a prisão preventiva do pastor Sérgio Amaral Brito, de 49 anos, acusado de estuprar pelo menos oito mulheres. Como ele já estava atrás das grades desde 16 de dezembro, o prazo da prisão temporária de 30 dias estava prestes expirar. Agora, não há tempo definido para que ele permaneça na cadeia, enquanto aguarda o curso do processo.

De acordo com o delegado Angelo Lages, titular da 66ª DP (Piabetá), responsável pelas investigações, os relatos na delegacia das oito vítimas identificadas aponta para um mesmo modo de atuação do religioso. Sérgio, que também se apresentava como psicanalista, sexólogo e terapeuta, se aproveitava de sua posição para se aproximar gradativamente das mulheres.

“São oito vítimas uníssonas. Todas com o mesmo tipo de declaração, o que comprova que os crimes aconteceram. Tudo seguia um roteiro, era o modus operandi dele. Na relação de pastor, de terapeuta, ele ganhava a confiança, dava aqueles abraços, e ia evoluindo até chegar ao abuso”, conta o delegado.

Uma das vítimas, que procurou a Polícia Civil já depois da prisão, narrou ter sido estuprada em 2014, quando tinha 26 anos. Assim como nos outros casos, o crime aconteceu em um consultório mantido por Sérgio na cidade de Magé, na Baixada Fluminense.

Os depoimentos de mulheres que contam ter sido abusadas pelo pastor revelam que o religioso oferecia um “abraço terapêutico” e, sob esse pretexto, esfregava o próprio corpo nas vítimas. Ao ser interpelado pelos pais de uma das denunciantes, ele alegou que aquele tipo de prática fazia parte de uma técnica aprendida no exterior.

De acordo com a declarações colhidas pelos investigadores da 66ª DP, o pastor também chegava a orientar que as vítimas afirmassem em sua presença que eram “gostosas”. Ele dizia que isso ajudaria as pacientes a melhorar a autoestima. O suposto processo terapêutico do religioso incluía ainda um pedido para que as mulheres levassem fotos íntimas ou até uma lingerie ao atendimento, ficando só em roupas de baixo no consultório.

Ele pediu para que eu levasse para ele fotos minhas de calcinha e sutiã. Disse que, se eu preferisse, poderia levar uma lingerie na próxima consulta e mostrar em meu corpo. Eu respondi que não faria aquilo, e ele me chamou de rebelde. Fui embora dali. Depois, procurei outro terapeuta, contei o que havia acontecido e perguntei se aquilo era normal. Ele disse que nunca havia visto nada igual. Eu me senti suja e impotente diante de tudo o que aconteceu”, relata, sob anonimato, uma das vítimas do pastor, que esteve em uma consulta com ele em 2013, quando tinha 27 anos.

Ela e outras quatro vítimas se reuniram em um grupo nas redes sociais depois que a prisão do pastor veio à tona. O objetivo é colher denúncias de mais mulheres que tenham sofrido abusos nas mãos do religioso.

Ministério da Economia abre inscrições para processo seletivo; veja como se inscrever

Seguem até as 23h59 do dia 14 de fevereiro, as inscrições para o processo seletivo do Ministério da Economia, em Brasília. O órgão oferece 2.130 oportunidades, sendo 300 vagas imediatas e 1.930 cadastros de reserva para quatro cargos que exigem formações acadêmicas de níveis médio e superior.

Os salários iniciais vão de R$ 1.700 (técnico em atividades previdenciárias e de apoio) a R$ 6.130 (analista de negócios).

As inscrições para o processo seletivo podem ser realizadas no site do Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (Idib), onde também pode ser conferido o edital. Os valores das taxas variam entre R$ 54 e R$ 64. O valor deve ser pago até 24 horas após a emissão do boleto no ato da inscrição.

A previsão do Ministério da Economia é que as provas sejam realizadas no dia 25 de março, em Brasília. O prazo de duração dos contratos dos candidatos habilitados será de um ano, podendo ser prorrogado por até cinco anos.

De acordo com o ministério, a banca atenderá às normas sanitárias vigentes para o enfrentamento do novo coronavírus, higienizando e desinfetando os locais de provas com a pulverização de produtos químicos utilizados em ambientes hospitalares, aferindo a temperatura corporal dos participantes, oferecendo álcool gel e tapetes sanitizantes na entrada e também garantindo o distanciamento social mínimo de dois metros entre as pessoas. O uso de máscaras faciais será obrigatório para todos os presentes.

Prefeitura de Triunfo abre Processo Seletivo com salários de até R$ 2 mil

A Prefeitura de Triunfo, no Sertão de Pernambuco, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social divulga a realização do Processo Seletivo que tem como objetivo a admissão de profissionais que tenham níveis médio e superior.

De acordo com o documento, serão preenchidas 30 vagas, distribuídas entre os cargos de Assistente Social; Psicólogo (1); Educador Social (1); Auxiliar de Educador Social (1); Orientador Social do SCFV – Distrito de Jericó (1); Orientador Social do SCFV – Sede (1); Auxiliar de Orientador Social do SCFV – Sede (1); Entrevistador/Digitador Social (1); Motorista (1); Visitador Social (6); Assistente Social; Psicólogo (1); Educador Social (1); Auxiliar de Educador Social (1); Psicólogo (1); Cuidador (1); Auxiliar de Cuidador; Assistente Social-Distritos de Jericó e Canaã (1); Orientador Social – Distritos de Jericó e Canaã (1); Motorista – Distritos de Jericó e Canaã (1); Coordenador – Sitio Águas Claras (1); Motorista – Sitio Águas Claras (1); Orientador Social (1); Auxiliar de Orientador Social (1); Motorista (1); Psicólogo (1); Orientador Social (1) e Educador Social (1).

Algumas destas vagas serão destinadas aos candidatos que se enquadram nos critérios estabelecidos no edital.

Para concorrer a uma das oportunidades, os candidatos devem comprovar a escolaridade exigida para a função desejada, níveis médio e superior, bem como registro no respectivo conselho de classe, dentre outros requisitos que constam no edital.

Aos profissionais admitidos, estes irão desempenhar funções em carga horária de 20 a 40 horas semanais ou escalas de 24×48 e contarão com salários de R$ 1.212,00 a R$ 2.000,00 ao mês.

Procedimentos para participação

Para participar, os interessados devem efetuar as inscrições no período de 12 de janeiro de 2022 a 4 de fevereiro de 2022, na Secretaria de Desenvolvimento Social, Sala dos Conselhos, localizada na Praça Junior Veríssimo, nº 04, Centro, no horário das 8h às 12h.

Como forma de seleção, os candidatos serão avaliados mediante a avaliação de títulos e experiência profissional, de acordo com os critérios de pontuação especificados no edital. O prazo de validade do presente Processo Seletivo será de um ano, contado da homologação do resultado final.

Gleisi afirma que candidatura de Humberto surge a partir do vácuo deixado por Geraldo Julio

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, afirmou, em entrevista ao jornal O Globo, que a desistência do secretário de Desenvolvimento Ecônomico, Geraldo Julio (PSB), em disputar as eleições em Pernambuco deixou um vácuo na disputa e legitimou a postulação majoritária do senador Humberto Costa (PT). Segundo ela, o auxiliar estadual era o candidato natural para a sucessão e sua desistência abriu novas possibilidades no pleito.

A dirigente avalia que Humberto tem trânsito no PSB e capacidade de disputar o pleito. “Acho legítimo o PSB ter um nome, mas pela ausência oferecemos um. De fato, eles (o PSB) têm que definir. Na nossa visão, Geraldo Júlio era o nome natural para fazer a sucessão lá. Então, como ele não foi ficou esse vácuo. O Humberto tem trânsito bom com o PSB e sempre teve junto“, acrescentou Gleisi.

Marília Arraes pode garantir ‘votação expressiva’ para o PT na Câmara, diz Doriel Barros

Candidata bem votada no segundo turno das eleições municipais do Recife em 2020 e ocupante de uma das cadeiras do PT na Câmara dos Deputados, Marília Arraes (PT-PE) chegou a colocar seu nome à disposição do Partido dos Trabalhadores para a disputa pelo Palácio do Campo das Princesas. A legenda, contudo, em meio às negociações com a Frente Popular – e outros grupos ao nível nacional – em busca da eleição de Lula à presidência e diante da demora do PSB (importante ator desse processo) em indicar um nome para encabeçar a chapa, decidiu pela indicação do senador Humberto Costa (PT-PE) como pré-candidato ao Governo do Estado.

Assim, passou a pairar uma interrogação sobre qual seria o próximo passo eleitoral na carreira política de Marília, e chegou o ano eleitoral. Em entrevista ao Diario de Pernambuco, o deputado estadual e presidente do PT Pernambuco, Doriel Barros, declarou que ainda há muitas incertezas no que diz respeito ao número ao espaço eleitoral de que disporá para o Legislativo, visto que os detalhes acerca da federação não estão todos alinhados, mas destacou uma boa expectativa para crescimento da bancada, com Marília Arraes sendo uma das peças-chave para essa estratégia.

“Hoje trabalhamos com um cenário que Lula também tem enfatizado muito: ele precisa ter uma Câmara federal forte, e quadros importantes que ajudem a puxar mais deputados. Marília se apresenta, com toda a movimentação que ela vem fazendo, como uma grande candidata que vai mobilizar e ajudar a puxar gente para se animar, vir para o PT, querer disputar [as eleições] pelo PT porque sabe que tem quadros de força política não só do voto na legenda, mas na esperança política que ela exerce. Isso que está mostrando ao PT um cenário de crescimento na bancada federal, muito em função também da votação expressiva que a gente acredita que Marília vai ter nessa eleição”,

Além de Marília, o partido já faz cálculos (matemáticos e políticos) pensando em mais alguns nomes fortes do partido em Pernambuco com boas chances de sucesso no na eleição à Câmara dos Deputados.

“Teresa Leitão vai para disputar a Câmara Federal, você tem Fernando Ferro, tem Carlos Veras, você tem mais nomes para disputa das chapas. A gente tem Lula candidato, grande cabo eleitoral, PT consegue ampliar seu número de votos de legenda. A gente tem expectativa boa nos dois cenários e estamos preparando nosso time para quando o jogo começar, a gente estar com a equipe escalada para fazer uma grande eleição em Pernambuco”, disse Doriel.

A busca por ampliação da bancada também passa pelo empenho de conseguir filiar mais pessoas interessadas em disputar as eleições. Doriel Barros conta que o partido vem formando, desde o ano passado, uma base de nomes para o pleito que envolve “prefeitos, vice-prefeitos, deputados que já estão em mandatos e outras lideranças do campo social”, destacando a importância eleitoral desse trabalho. Como exemplo, ele cita o deputado estadual e ex-prefeito do Recife, João Paulo (PCdoB), que já declarou publicamente seu retorno ao PT, mas ainda aguarda o prazo legal para poder realizar a mudança de partido.

Claro que o PT também tem sido procurado por alguns deputados com o interesse de se juntar à legenda. Não há definição ainda sobre as filiações, mas quem tem mandato tem um prazo legal, que é março, então ninguém vai sair até lá. (…) deputados estão procurando, a gente vai conversando para ver se vai ter o interesse. O PT, claro, vai procurar sempre ampliar seu quadro, mas com toda a responsabilidade que você sabe que o PT tem, dos compromissos políticos que o PT defende”, disse o presidente estadual da legenda.

Bandidos roubam carro e deixam cadeirante no meio da rua em Vista Alegre

Bandidos assaltaram e agrediram um motorista cadeirante na Avenida Meriti, em Vista Alegre, pouco depois das 21h30 da última quarta-feira (12). Toda a ação foi registrada por uma câmera.

A ação foi rápida, durou quarenta segundos. Dois bandidos que estavam num carro azul fecharam o carro da vítima.

Os assaltantes descem armados e rendem o motorista. Ele não consegue sair do carro. A vítima é retirada à força e jogada no chão.

Assim que os criminosos fogem, pessoas que passavam pelo local se aproximam para ajudar o motorista.

Na manhã deste sábado 9, a Polícia Militar fazia uma blitz onde o assalto aconteceu.

No entanto, moradores do local relatam uma rotina de violência, dizendo que a presença dos policiais não é constante na região.

“Tem muito assalto. De dia, de noite, de tarde. Moro aqui há 57 anos e nunca vi situação ruim como esta de agora. O poder de fogo dos bandidos é muito grande. Eu mesmo já fui assaltada por motoqueiro”, afirmou uma moradora.

“Às vezes a viatura fica aqui, mas assim que sai a situação volta a ficar perigosa”, descreveu outro morador.

O dono de um carro atingido por quatro disparos durante um assalto no local relata a rotina de violência no bairro.

“Por sorte, não havia ninguém no carro. Se alguém estivesse dentro do carro, morreria“, disse o dono do veículo.

Temos medo de sair de casa, temos medo de sair do condomínio. Pagamos impostos e não vemos esse retorno na nossa segurança”, afirmou uma moradora.

Por meio de nota, a Polícia Militar informou que utiliza três viaturas para prevenir crimes na região e que uma delas – exatamente em frente ao local do assalto – havia saído do local momentos antes do crime para atender outra ocorrência.

Casos de Síndrome Respiratória Grave sobem 135% em todo país

O boletim InfoGripe da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), divulgado hoje (15), mostra que houve um aumento de 135% nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) das últimas três semanas de novembro em relação às três últimas semanas. Passou de 5,6 mil casos para 13 mil.

“A velocidade com que a covid-19 se espalha entre a população cresceu semanalmente de 4% para 30%”, disse o pesquisador Marcelo Gomes, responsável pelo InfoGripe.

Os dados apontam um crescimento em todas as faixas etárias a partir de 10 anos de idade, desde o final de novembro e início de dezembro até o momento atual. Os números de laboratório indicam que esse aumento foi consequência tanto da epidemia de gripe quanto pela retomada do crescimento de casos de covid-19.

Das 27 unidades federativas, 25 apresentam sinal de crescimento na tendência de longo prazo até a SE 1 (período de 2 a 8 de janeiro de 2022). O estado do Rio de Janeiro, embora mostre estabilidade na tendência de longo prazo, tem indícios de crescimento na de curto prazo. Apenas Roraima mostra sinal de estabilidade nas tendências de longo e curto prazo.

Com exceção de Roraima e do Rio de Janeiro, todos os estados têm sinal de crescimento de casos de Síndrome Respiratória Aguda (SRAG) na tendência de longo prazo, sendo que todos esses estão com o indicador em nível forte (probabilidade > 95%): Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins. Destes, apenas Amazonas e Rondônia apresentam sinal de estabilidade na tendência de curto prazo. Todos os demais apresentam sinal de crescimento, sendo este sinal moderado (probabilidade > 75%) no Amapá, Pará e Piauí e forte em todos os demais. No Rio de Janeiro observa-se sinal forte de crescimento na tendência de curto prazo, embora a tendência de longo prazo esteja em situação de estabilidade.

Serra Talhada registra quase 200 novos casos da Covid-19

A cidade de Serra Talhada registrou 157 novos casos de Covid-19 somente esta semana, segundo dados divulgados nos boletins epidemiológicos da Secretaria Municipal de Saúde.

Foram 25 casos positivos registrados na segunda-feira (10), 34 casos na terça-feira (11), 35 casos na quarta-feira (12), 50 casos na quinta-feira (13) e 13 casos na sexta-feira (14).

No total, o município soma 11.295 casos confirmados. Dentre eles, 10.945 pacientes estão recuperados, 150 estão em isolamento domiciliar e 06 em tratamento hospitalar, somando 156 casos ativos. Em relação aos casos suspeitos, 46 estão aguardando resultado de exames e 61.360 já foram descartados. A cidade já registra 194 óbitos pela doença.

Até a noite desta sexta-feira (14), seis serra-talhadenses se encontravam internados nas unidades de referência para Covid-19 na cidade, sendo cinco em leitos de UTI no Hospam e Hospital Eduardo Campos e um nos Leitos de Retaguarda Municipais do Hospital São José.

Ataque a faca na Universidade de Tóquio termina em três feridos

Três pessoas foram esfaqueadas do lado de fora da Universidade de Tóquio, neste sábado (15), antes de uma jornada de provas.

A polícia prendeu um estudante suspeito de cometer o ataque.

As vítimas são dois jovens, de 17 e 18 anos, e um homem, de 72, informou a polícia. Os jovens não correm risco de vida, mas o senhor ficou gravemente ferido, de acordo com a imprensa local.

Prendemos um estudante de 17 anos suspeito de esfaquear (as três vítimas) nas costas com a intenção de matar”, disse um porta-voz da polícia de Tóquio à AFP.
O estudante foi detido pela polícia na entrada da prestigiosa Universidade de Tóquio, após o ataque, acrescentou o porta-voz.

Segundo a emissora pública NHK, ele não faria os exames, nem conhecia as vítimas, mas declarou aos policiais: “Queria morrer depois de causar um incidente, porque não vou bem nos estudos”.

A NHK disse que a instituição manteve a realização dos exames, conforme programado, atingindo 3.700 alunos.

MPF investiga UBS de Lucena por vacinar crianças antes da chegada de imunizante adequado para idade

O Ministério Público Federal da Paraíba está investigando uma denúncia referente a imunização inadequada de crianças na cidade de Lucena, região metropolitana de João Pessoa. A vacinação contra Covid-19 no município teria acontecido semana passada, 7 dias antes da chegada do imunizante com dosagem adequada para idade ao estado. De acordo com a denúncia, cerca de 40 crianças teriam sido imunizadas com vacinas destinadas aos adultos.

Procuradas pelo g1, a prefeitura, a Secretaria de Saúde e a Unidade Básica não deram resposta sobre o assunto.

As informações foram recebidas pelo secretário de saúde Geraldo Medeiros, na noite desta sexta-feira (14). Ele afirmou que teve acesso ao vídeo de uma das mães que usou as redes sociais para divulgar o caso. Nas imagens, uma mulher que é mãe de dois meninos, ambos com menos de 10 anos, afirma que no último dia 7 de janeiro os dois foram vacinados com o imunizante Pfizer.

Na data em que as crianças foram vacinadas o país ainda não havia recebido lotes destinados à vacinação de crianças de 5 a 11 anos. Para proteção dessa faixa-etária a Pfizer desenvolveu um imunizante com dosagem adequada. A Paraíba só recebeu as doses da Pfizer para crianças nesta sexta-feira (14), teria sido através da divulgação dessa chegada que a mãe descobriu a irregularidade.

Com o recebimento do caso, o MPF intimou a mãe e a responsável pela Unidade Básica de Saúde Estiva para prestar esclarecimentos nesta segunda-feira (17). Ainda de acordo com a procuradora do caso, na terça-feira (18) o gestor de saúde da cidade deve ser ouvido.

Minas registra mais de 2 mil desabrigados por causa da chuva em 24h e total ultrapassa 6,6 mil

Minas Gerais contabilizou, nas últimas 24 horas, 2,2 mil desabrigados por causa das chuvas. Com isso, o número de pessoas que não poderão voltar para casa chega a 6.664 no estado. Os dados foram divulgados na manhã deste sábado (15) pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec).

O número de desalojados também teve aumento expressivo em relação à véspera. De acordo com a Defesa Civil, foram contabilizados 10 mil novos casos, chegando a 45.815.

Em todo estado, 377 municípios estão em situação de emergência, o que representa mais de 44% das cidades mineiras. Em relação ao último boletim, houve um novo registro.

Desde o início do período chuvoso, em outubro, 25 pessoas perderam a vida no estado.

As mortes foram registradas em Uberaba, Coronel Fabriciano, Nova Serrana, Engenheiro Caldas, Pescador, Montes Claros, Betim, Belo Horizonte, Dores de Guanhães, São Gonçalo do Rio Abaixo, Ervália e Caratinga, Brumadinho, Ouro Preto, Perdigão, Santana do Riacho, Contagem e Claro dos Poções.

Nas últimas 24 horas, não houve óbitos contabilizados pela Defesa Civil.

Erupção de vulcão em Tonga provoca tsunami no sul do Pacífico; EUA alertam para maremoto na Costa Oeste

A erupção de um vulcão submarino no arquipélago de Tonga neste sábado (15) provocou tsunami no sul do Pacífico.

Uma base dos Estados Unidos na Samoa Americana confirmou o alerta de tsunami e registrou grandes ondas avançando sobre a região.

Autoridades americanas informaram que há risco também de que um tsunami se forme na Costa Oeste dos EUA, no litoral dos estados de Washington e Oregon.

O Escritório Nacional de Emergências do Chile (Onemi) advertiu sobre a possibilidade de um “tsunami menor” atingir a Ilha de Páscoa.

No Japão, há também alerta para tsunami, segundo as autoridades meteorológicas locais – com o registro de fortes ondas na costa do país.

A erupção do vulcão submarino Hunga Tonga-Hunga Ha’apai foi registrada durante a madrugada. Ele fica localizado a de 65 km ao norte da capital de Tonga, Nuku’alofa.

Segundo a agência de notícias Associated Press, não há, inicialmente, relatos de feridos ou da extensão dos danos, mas as comunicações com a pequena nação foram cortadas.

Imagens que circulam nas redes sociais mostram o maremoto avançando sobre casas em algumas ilhas da área.

Segundo o Escritório de Meteorologia da Austrália, a movimentação causou um tsunami de 1,2 metro, mas que não há risco do maremoto se aproximar do país continental.

Ondas de 83 centímetros foram registradas na capital tonganesa, segundo o Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico.

Brasil registra mais de 110 mil novos casos conhecidos de Covid e 238 mortes em 1 dia

O Brasil registrou nesta sexta-feira (14) 110.037 novos casos conhecidos de Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 22.925.864 diagnósticos confirmados desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de casos nos últimos 7 dias foi a 68.160  a maior registrada desde 28 de junho do ano passado (quando estava em 68.231). Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +743%, indicando tendência de alta nos casos da doença.

É o terceiro maior registro de casos conhecidos em um único dia. O recorde até aqui ocorreu em 18 de setembro de 2021, com 125.053 casos registrados, mas isso teve forte influência de mais de 100 mil registros represados do RJ, incluídos no mesmo dia. Na segunda marca mais alta (114.139), em 23 de junho de 2021, o número foi insuflado por mais de 36 mil casos do RN que estavam retidos no sistema.

Total de mortes: 620.847

Registro de mortes em 24 horas: 238

Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 138 (variação em 14 dias: +42%)

Total de casos conhecidos confirmados: 22.925.864

Registro de casos conhecidos confirmados em 24 horas: 110.037

Média de novos casos nos últimos 7 dias: 68.160 por dia (variação em 14 dias: +743%)

Em seu pior momento, a curva da média móvel nacional de casos chegou à marca de 77.295 novos casos diários, no dia 23 de junho de 2021.

O país também registrou 238 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 620.847 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias é de 138. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +42%, indicando tendência de alta nos óbitos decorrentes da doença.

Dois estados não tiveram registro de morte nesta segunda: AC e RR.

Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Governo prorroga presença da Força Nacional de Segurança na Amazônia

O governo federal decidiu prorrogar, por mais um ano, a presença da Força Nacional de Segurança Pública na Amazônia Legal. A decisão consta em portaria assinada pelo ministro da Justiça, Anderson Torres, e publicada na edição desta sexta-feira (14) do Diário Oficial da União. O novo período de atuação vai de 14 de janeiro de 2022 até 13 de janeiro de 2023.
 
Pela portaria, o emprego da Força Nacional de Segurança será em apoio ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) nas ações de fiscalização e de repressão ao desmatamento ilegal e demais crimes ambientais, além combate aos incêndios florestais e queimadas. 

A portaria também define que o contingente a ser disponibilizado obedecerá ao planejamento definido pela diretoria da Força Nacional, vinculada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública. A operação também terá o apoio logístico do Ibama, que deverá dispor da infraestrutura necessária à Força Nacional.

Ao todo, nove estados compõem a Amazônia Legal: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins (139) e parte do Maranhão, abrangendo um total 772 municípios. A Amazônia Legal ocupa pouco mais de 5 milhões quilômetros quadrados (km²), correspondentes a cerca de 58,9% do território brasileiro, que tem 8,5 milhões de km².

Saúde vai distribuir 10,5 milhões de vacinas até terça-feira

O Ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira (14) que pretende distribuir mais de 10,5 milhões de vacinas de covid-19  em oito dias. Os primeiros lotes começaram a ser enviados para as unidades da Federação na terça-feira (11) e a previsão é que a distribuição termine na terça-feira (18).

A entrega dos imunizantes, segundo a pasta, atende a pedidos de estados e do Distrito Federal que tenham capacidade de armazenamento das vacinas conforme as recomendações de segurança dos fabricantes dos imunizantes. Nas remessas, foram encaminhadas 8,9 milhões de doses da Pfizer e 336,2 mil da Janssen para aplicação de doses de reforço.

O ministério também informou que o envio dos lotes de vacinas pediátricas da Pfizer está previsto para ser concluído na sexta-feira (14). Esses lotes totalizam 1,2 milhão de doses.

Desde o início da vacinação da covid-19 no Brasil, o ministério enviou mais de 390 milhões de doses de imunizantes para as unidades da Federação, sendo que 336 milhões de doses foram aplicados, sendo 161,8 milhões de primeira dose e 144,8 milhões com a segunda.