Arquivo da tag: Alexandre Rafael

CPI da Covid mira auxiliar de Pazuello para avançar em investigações sobre vacina indiana

A cúpula da CPI da Covid vai aprofundar as investigações sobre a atuação de Alex Lial Marinho, ex-coordenador-geral de Aquisições de Insumos Estratégicos para Saúde do Ministério da Saúde.

Integrantes da cúpula da CPI afirmaram à TV Globo que, por meio dessa nova linha de apuração, pode ser possível entender por que o governo federal priorizou a vacina indiana Covaxin, com atuação direta do presidente Jair Bolsonaro.

As doses da Covaxin são mais caras, o prazo de entrega é mais longo e a negociação para a importação envolveu uma empresa intermediária, a Precisa Medicamentos – o que foge ao padrão das negociações e contratos de outras vacinas.

Senadores decidiram pedir a quebra dos sigilos de Lial Marinho após um servidor do Ministério da Saúde ter afirmado, em depoimento ao Ministério Público Federal, que sofreu pressões “anormais” para superar entraves da Covaxin na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Em março, a agência negou autorização para importação de 20 milhões de doses da vacina e também negou — por questões sanitárias, de controle de qualidade e de segurança na fabricação — certificação de boas práticas de fabricação à Bharat Biotech, empresa de biotecnologia indiana que desenvolveu a Covaxin.

O depoimento do servidor foi obtido pela CPI e fundamentou um pedido do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI, para a quebra de sigilo telefônico, telemático, fiscal e bancário de Lial Marinho.

Ao Ministério Público, o servidor afirmou que as pressões eram feitas por meio de mensagens de texto, e-mails, telefonemas e pedidos de reuniões.

No depoimento, o servidor afirma que o alto escalão do Ministério da Saúde pediu que fosse encontrada a “exceção da exceção” junto à Anvisa, para que os entraves (para a aplicação da vacina) fossem superados.

A comissão já aprovou as quebras de sigilo telefônico, telemático, fiscal e bancário de Francisco Maximiano, executivo da Precisa Medicamentos. Ele será ouvido pela CPI na próxima quarta-feira (23).

A nova frente de investigação será discutida, nesta segunda (21), em reunião do chamado “G7”, grupo majoritário na CPI da Covid, formado por senadores de oposição e independentes.

Os senadores também vão discutir as viagens da médica Nise Yamaguchi pagas em dinheiro vivo, como apontam documentos enviados à CPI, informou Randolfe Rodrigues .

Segundo o senador, os documentos que chegaram à CPI indicam que Nise Yamaguchi fez pelo menos 16 viagens a Brasília.

Ela tinha dito na CPI que não tinham sido mais do que quatro ou cinco. Dessas 16 viagens que ela fez a Brasília, todas foram pagas com dinheiro em espécie . Você utilizar dinheiro vivo pra compra de passagens se assemelha a um movimento para não deixar o rastro do dinheiro”, afirmou.

Em Paquetá, Queiroga diz que adultos serão imunizados até o fim do ano

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou neste domingo (20), em Paquetá, no Rio de Janeiro, que “se compromete a vacinar toda a população brasileira acima de 18 anos até o final do ano“, com as duas doses necessárias contra a Covid-19. “Esse é o nosso passaporte para a nossa liberdade, para uma vida nova“, disse.

Ocorre neste domingo o projeto de vacinação em massa em Paquetá, no Rio de Janeiro. O experimento científico visa avaliar os efeitos da imunização em larga escala e identificar em quanto tempo a população não terá que seguir medidas restritivas. Queiroga vacinou moradores do local.

Para Queiroga, “a principal ferramenta para lutar contra a Covid-19 é o Sistema Único de Saúde (SUS) e a eficiência do SUS é a certeza de que o Brasil vencerá seu único inimigo, que é o vírus“.

Na tarde de sábado (19), o Brasil alcançou a marca de meio milhão de mortos pela doença, atrás apenas dos Estados Unidos, que registram 601.574 mortes, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

Reservatórios de hidrelétricas devem atingir em novembro menor nível em 20 anos, diz ONS

Mesmo com as medidas para evitar racionamento, os reservatórios das hidrelétricas do Sudeste e do Centro-Oeste devem terminar o ano em uma situação “preocupante”, embora suficiente, segundo avaliação do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), para assegurar o fornecimento de energia em 2021.

Os reservatórios do Sudeste e do Centro-Oeste são responsáveis por cerca de 70% de toda a energia produzida no país.
Segundo o diretor-geral do ONS, Luiz Carlos Ciocchi, esses reservatórios devem chegar a novembro com 10,3% da capacidade — isso se o plano de ações desenhado pelo governo e órgãos do setor for bem-sucedido. Será o menor nível mensal em 20 anos.

Caso as ações não surtam efeito, o nível dos reservatórios pode cair para 7,5% — percentual em que o sistema de geração de energia entraria em colapso.

“Com as ações que propomos e estamos realizando, a gente consegue chegar em 10,3% [de armazenamento], que ainda é um nível preocupante, mas que nós não teremos nenhum problema de energia ou de potência ao final de novembro de 2021”, afirmou Ciocchi durante audiência pública na Câmara dos Deputados nesta semana.

Atualmente, os reservatórios do Sudeste e Centro-Oeste estão com apenas 30% da capacidade para enfrentar os próximos meses, que serão de seca nessas regiões. O baixo volume é reflexo do menor nível de chuvas dos últimos 91 anos.

Já para garantir o fornecimento de energia em dezembro e em 2022, o ONS conta com o período chuvoso para encher os reservatórios, além de outras medidas. “A gente espera que nessa data [novembro de 2021], a estação chuvosa deste ano já tenha chegado e a situação seja amenizada”, afirmou.


Normalmente, o período chuvoso vai de meados de outubro até abril, mas nos últimos anos tem acontecido um prolongamento do período seco.

Araraquara inicia 2º confinamento neste domingo para evitar colapso na saúde

Após registrar alta de casos de Covid-19, Araraquara (SP) inicia às 12h deste domingo (20) um novo confinamento, quatro meses após decretar o primeiro “lockdown” do país.

Segundo a prefeitura, as medidas restritivas para tentar conter o avanço da doença e evitar um colapso na saúde vão durar 180 horas e seguem até a 0h de domingo (27). Outras cidades da região, como Américo Brasiliense e Santa Lúcia, também adotaram a restrição máxima.

Durante os próximos dias, Araraquara fecha os serviços não essenciais, suspende o transporte coletivo e restringe a circulação de moradores. A vacinação contra Covid-19 continua normalmente. Supermercados ficarão fechados por 66 horas, mas estão liberados para o sistema delivery. (Veja abaixo as regras).

Em fevereiro, o município de 238 mil habitantes foi o primeiro do país a ter 10 dias de confinamento para conter a doença. Os números de internações, casos e mortes caíram após as medidas mais restritivas, mas nas últimas semanas voltaram a crescer.

Segundo boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura no sábado (19), a cidade registra 24.373 casos de infecção com 488 mortes desde o início da pandemia, em março de 2020. A taxa de ocupação dos leitos de UTI para Covid-19 (públicos e privados) estava em 88% e de enfermaria em 63%.

Registro de casos de Covid-19 em Araraquara por mês
Entre as regras do novo lockdown estão:
Circulação de pessoas e veículos em vias públicas será apenas permitida para a finalidade de:

aquisição de medicamentos;

aquisição de gêneros alimentícios e combustível, quando permitido pelo decreto;

vacinação contra Covid;

obtenção de atendimento ou socorro médico para pessoas ou animais;

embarque e desembarque no terminal rodoviário, bem como para a entrada ou saída do município por outros meios de locomoção;

atendimento de urgências ou necessidades inadiáveis próprias ou de terceiros, prestação de serviços permitidos por este decreto.

Quem for parado na rua, deverá apresentar o cupom fiscal de compra de gêneros alimentícios, vacinação ou socorro médico.

Pessoas que trabalham nos serviços permitidos de funcionar no decreto, desde que porte documento que comprove a situação, documento pessoal e comprovante de endereço. São aceitos nota fiscal de compra, tíquete de passagem, carteira de trabalho ou declaração, atestado de comparecimento na unidade de saúde ou comprovante da urgência.

Quem for flagrado desrespeitando as regras poderá responder pelos crimes previstos de infração de determinação do poder público e desobediência.

Supermercados fechados por 66 horas:

Os estabelecimentos de abastecimento de alimentos, tais como supermercados, hipermercados, açougues, padarias, cerealistas, comércio de hortifruti e congêneres, observarão as seguintes normas para seu funcionamento:

das 12h do dia 20 de junho às 5h59 do dia 23 de junho de 2021: poderão fazer entrega por meio de delivery;
a partir das 6h do dia 23 de junho de 2021: poderão realizar atendimento presencial no interior dos estabelecimentos, das 6h às 20h, vedado o consumo de gêneros alimentícios no local. Haverá limite de clientes de acordo com a capacidade do estabelecimento.

Postos de combustíveis:

ficarão abertos normalmente. As lojas de conveniência desses estabelecimentos seguem as regras dos supermercados.
Bares e restaurantes:

Bares, restaurantes e demais estabelecimentos que comercializem produtos de consumo imediato poderão atender exclusivamente por delivery, das 6h às 20h, a partir do dia 22 de junho.

Serviços públicos:

serviços públicos não funcionam, exceto os de perícia médica;
O Bom Prato e os restaurantes populares deverão realizar o atendimento à população exclusivamente por meio de retirada.

Igrejas, clubes e parques:

Igrejas devem permanecer fechadas;
Entidades de entretenimento e clubes também ficarão fechados;
Moradores não poderão entrar nas praças e parques municipais;

Evitar colapso na saúde
Segundo o prefeito Edinho Silva (PT), o novo confinamento busca evitar o colapso do sistema de saúde do município e contribuirá para a redução no número de casos, internações e óbitos, enquanto a vacinação avança.

A previsão da prefeitura é que a vacina chegue à faixa etária dos 40 anos entre o final deste mês e a primeira semana de julho, quando alcançará 50% da população imunizada com pelo menos uma dose.

O prefeito disse que antes de publicar o decreto fez uma reunião sobre as medidas restritivas com entidades econômicas de Araraquara que foram “compreensivas”.

Segundo dados do vacinômetro do estado, Araraquara aplicou, até sábado, 117.176 vacinas contra Covid-19, das quais 78.954 foram 1ª dose e 38.222 de 2ª dose.

Mortes por Covid-19 por mês em Araraquara
Por que o confinamento?
Em decreto publicado em 19 de maio deste ano, a prefeitura estabeleceu que, para que os segmentos econômicos de Araraquara continuem abertos para atendimento presencial, a taxa diária de positivados para Covid-19 não poderia ultrapassar 30% dos pacientes sintomáticos testados (aqueles que buscam os serviços de saúde) ou 20% do total de testados (contando sintomáticos e assintomáticos) por três dias consecutivos ou por cinco dias alternados dentro de um prazo de sete dias de intervalo.

O índice foi batido de terça (15) a quinta-feira (17):

Terça-feira (15) – 91 casos positivos de coronavírus, o equivalente a 22,97% do total de 396 amostras analisadas. Considerando apenas os sintomáticos que procuraram os serviços de saúde, o percentual foi de 24,66%.

Quarta-feira (16) – 199 casos positivos, o equivalente a 20,04% do total de 993 amostras analisadas. Considerando apenas os sintomáticos que procuraram os serviços de saúde, o percentual foi de 20.69%.

Quinta-feira (17) – 202 casos positivos, o equivalente a 23,59% do total de 856 amostras analisadas. Considerando apenas os sintomáticos que procuraram os serviços de saúde, o percentual foi de 25,37%.

‘Indignação por sabermos que essa história poderia ser diferente’, diz Paulo Câmara sobre 500 mil mortos por Covid no Brasil

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), se manifestou pelas redes sociais sobre a marca de 500 mil mortos por Covid-19 no Brasil, atingida neste sábado (19). Outras autoridades do país também lamentaram os óbitos.

Meio milhão de brasileiros mortos. Nossa solidariedade a todos que perderam um ente querido nessa pandemia. Também toda nossa indignação por sabermos que essa história poderia ser diferente se, desde o primeiro dia, o diálogo, a cooperação e o bom senso tivessem escrito as regras“, disse o governador.

Somente em Pernambuco, foram registrados mais de 17 mil óbitos de pessoas com a doença causada pelo novo coronavírus até este sábado. O estado está em um processo de reabertura, com autorização de ampliação de atividades e horários a partir da segunda-feira (21).

Com 48 anos de idade, Paulo Câmara recebeu a primeira dose da vacina contra Covid-19 no dia 11 de junho no Recife, onde mora. Atualmente, a capital pernambucana imuniza pessoas sem comorbidades a partir de 43 anos, além de outros grupos prioritários.

Entidade de caminhoneiros marca nova greve para 25 de julho

O CNTRC (Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas) convocou caminhoneiros de todo o país para uma paralisação a partir de 25 de julho.

O presidente do conselho, Plínio Dias, disse à Folha que a categoria está se mobilizando neste mês para uma greve por tempo indeterminado.

Os caminhoneiros já estão se mobilizando pois os combustíveis estão levando 70% dos fretes e o presidente da Petrobras não fez nada ainda pra acabar com esse PPI [Política de Preço de Paridade de Importação] para baixar os combustíveis”, afirmou.

A data foi escolhida por ser o dia de São Cristóvão, padroeiro da categoria.

Em nota divulgada na quinta-feira (17), a entidade, que diz representar sindicatos, associações e cooperativas de caminhoneiros em mais de 20 estados brasileiros, critica a política de preços praticada pela Petrobras.

O CNTRC lembra que os reajustes nos preços dos combustíveis promovidos pela Petrobras, sem explicações adequadas, ferem inclusive determinações do CDC (Código de Defesa do Consumidor)”, diz em nota. “Simplesmente aumentam os preços e nos apresentam a conta”.

Dupla As Galvão chega ao fim por motivos de saúde: ‘Não lembra mais nada’

A dupla sertaneja As Galvão chegou ao fim depois de 74 anos de atividade. Quem deu a notícia foi a irmã mais velha, Mary Galvão, que contou que o Alzheimer de Marilene chegou a um ponto em que ela não se lembra mais das letras das músicas:

Amo muito a minha irmã, muito, muito. Vou sempre visitá-la. Um amor muito grande, por tudo o que nós passamos juntas, sempre uma dando apoio para a outra. Esse amor não vai acabar, não. Infelizmente não lembra mais as letras, não lembra mais nada. É muito triste“, afirmou em entrevista Mery Galvão.

Elas eram a dupla sertaneja com mais tempo de atividade no país, e começaram quando as irmãs tinham apenas 7 e 5 anos de idade. Hoje, Mary tem 81 anos e Marilene 79.

Ignorada em 2020, Pfizer alerta para Brasil começar a negociar novas doses já

Depois de o Brasil ignorar uma série de ofertas da Pfizer no ano passado, a farmacêutica norte-americana fez um alerta ao governo brasileiro em abril para dar início “no mais curto prazo possível” a negociações para a aquisição de novas doses da vacina contra a Covid-19 para 2022 e 2023.

A sugestão foi feita pelo vice-presidente para política global da Pfizer, Jon Selib, à cônsul-geral do Brasil em Nova York, Maria Nazareth Farani Azevêdo. O alerta surtiu efeito. Dias depois do encontro, o governo fechou novo contrato com a empresa para comprar mais 100 milhões de doses do imunizante.

O relato do encontro está no montante de documentos entregues pelo Ministério das Relações Exteriores à CPI da Pandemia e que perdeu o sigilo na última quarta-feira (16). A correspondência foi enviada pela cônsul-geral ao ministro Carlos Alberto França no dia 28 de abril. Azevêdo diz que recebeu o executivo da Pfizer no dia anterior, atendendo determinação feita pelo chefe do Itamaraty para que as missões diplomáticas e consulados do Brasil no exterior estivessem “cada vez mais engajados numa verdadeira diplomacia da saúde, dada a urgência e prioridade do combate à pandemia da Covid-19”.

A cônsul-geral diz na mensagem ter salientado a Selib que “devem ser crescentes as consultas a governos e a farmacêuticas”, pelo governo brasileiro, “para mapear as vacinas disponíveis e a buscar os remédios necessários ao tratamento de pacientes em estado mais grave”.

Ao reconhecer que o Brasil é mercado e parceiro importante para sua empresa, Jon Selib assegurou que sua empresa está aberta a dialogar com o país. Disse que manteria canal aberto com o consulado para futuras conversas. Agradeceu a iniciativa do encontro e convidou o governo brasileiro a iniciar no mais curto prazo possível conversas sobre vacinas para 2022 e 2023. Mas, não deixo de dizer que ficaria atento a eventuais oportunidades ainda no ano em curso”, escreveu Azevêdo ao chefe do Itamaraty.

Ainda de acordo com o relato da cônsul-geral ao Brasil, o executivo da Pfizer disse que a farmacêutica “quer ajudar o país e os brasileiros neste momento desafiador” e que empresa deve produzir 3 bilhões de vacina contra a Covid-19 em 2021 e 4 bilhões de doses em 2022.

Brasil tem, nesta sexta (18), o segundo maior registro diário de novos casos da Covid-19

O Brasil teve, nesta sexta-feira (18), o segundo maior registro diário de casos notificados da Covid-19. O boletim mais recente publicado pelo Ministério da Saúde aponta 98.832 diagnósticos positivos nas últimas 24 horas. A marca perde apenas para o dia 25 de março, quando foram registrados 100.158 novos casos. 

Com esse acréscimo, o País sobe para um acumulado de 17.801.462 pessoas infectadas oficialmente notificadas desde o final de fevereiro do ano passado. Desse total, mais de um milhão – 1.165.995 – são casos ativos, em acompanhamento com a doença em curso. 

Nesta sexta, foram contabilizas ainda mais 2.495 mortes em razão da doença provocada pelo coronavírus Sars-CoV-2. O Brasil se aproxima da marca de meio milhão de vidas perdidas nos últimos 15 meses. No momento, são 498.499 vítimas fatais oficialmente notificadas. 

Ainda há 3.748 óbitos em investigação. O termo é empregado pelas autoridades de saúde para designar casos em que um paciente morre, mas a causa segue sendo apurada mesmo após a declaração do óbito.

Carnaíba: Anchieta Patriota testa positivo para a Covid-19

Em nota, o prefeito de Carnaíba, Anchieta Patriota, informou nesta sexta-feira (18) que testou positivo para a Covid-19.

Conforme texto, Anchieta apresenta apenas sintomas leves, cumprirá o período de isolamento em casa e ficará afastado das atividades presenciais.

Confira nota na íntegra:


Com as graças de Deus e, certamente, pela força das duas doses de vacina que já tomei, estou bem, sem quaisquer dos sintomas preocupantes. Ficarei em casa pelos próximos dias, em isolamento social, respeitando todas as recomendações médicas. Agradeço a solidariedade e carinho de sempre”, destacou Anchieta.

Iguaracy tem 35,8% da população geral vacinada contra a Covid-19

Por Eduardo Rodrigues

O PNI de Iguaracy divulgou nesta sexta-feira (16) o vacinômetro de doses já aplicadas no município. Ao todo, já foram aplicadas 5.837 doses das 6.531 que já foram recebidas, representando o percentual de 89,4% das que já foram utilizadas.

De 12.247 habitantes, população estimada pelo IBGE, 35,8% já recebeu a primeira dose.

Na próxima semana, completando o esquema vacinal para o mês de Junho, idosos e quilombolas que receberam a primeira dose em março irão finalmente se vacinar com a segunda dose.

De acordo com a Secretaria de Saúde, os números foram atualizados até às 14h da data de hoje.

A dupla Bruno e Marrone anunciou show com público

A dupla Bruno e Marrone anunciou um show com público para o dia 7 de agosto na cidade de São Paulo. A apresentação ocorrerá no Espaço das Américas, na zona oeste da capital. O show, que acontecerá ainda em meio à pandemia de coronavírus, será um especial de Dia dos Pais e o público ficará em mesas e cadeiras. O anúncio do evento diz que serão seguidas todas as medidas de segurança. Os ingressos do show começam a ser vendidos nesta quinta-feira 17.

Recentemente Marrone falou sobre polêmicas com o cantor Bruno em relação ao exagero na bebida e rumores sobre uma possível separação da dupla. “Acontece nos momentos difíceis (sobre a vontade de deixar a dupla), e não posso dizer que naquele momento ali dá vontade de chutar o balde e abandonar o barco, às vezes. Porque, talvez, eu acho algumas situações um pouco injustas. Mas nessas horas, Deus pega na minha mão e diz: ‘Fica quieto, deixa a poeira baixar’. Mas isso não é brincadeira, não é fácil. Profundamente, ninguém sabe o que está acontecendo, ninguém sabe de nada, mas nessas lives muita gente entendeu“, contou sobre o episódio em que abandonou o palco após Bruno misturar bebida com remédio.

Covid-19: Afogados registra a marca de 19,5% da população vacinada com as duas doses da vacina

Por Assessoria de Imprensa

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira já aplicou a primeira dose da vacina da Covid-19 em 40,9% da sua população acima de 18 anos. Um percentual de 19,5% já recebeu as duas doses. No total, a Prefeitura de Afogados já aplicou 16.761 doses das vacinas coronavac, astrazeneca e Pfizer.

Estamos aguardando a chegada de novas remessas de vacinas, inclusive a vacina da jansen, para anunciarmos a ampliação da vacinação para as demais faixas etárias abaixo dos 50 anos,” destacou o secretário de saúde de afogados, Artur Amorim.

A Prefeitura de Afogados também tem se notabilizado pelo alto número de testagens que tem realizado, sendo uma das que mais testa para covid não apenas no Pajeú, mas no Estado, inclusive utilizando os testes RT-PCR e com antígeno, que tem maior eficácia e rapidez no resultado.

Só no dia de ontem (17), a Prefeitura testou 275 pessoas. Dessas, 254 deram resultado negativo e 21 tiveram resultado positivo. Os outros três casos positivos divulgados no boletim COVID de ontem, que reportou 24 casos positivos no total, eram de casos que estavam em investigação.

Ampliar a vacinação e intensificar o processo de testagem, com isolamento e monitoramento dos casos positivos, aliadas às medidas de proteção e prevenção sanitária, são as ações fundamentais para podermos reduzir o número de casos e internações aqui em Afogados,” destacou Artur.

Butantan entrega mais 2,2 milhões de doses de vacina contra a Covid-19

O Instituto Butantan fez hoje (18) a entrega de mais 2,2 milhões de doses da vacina contra o coronavírus CoronaVac. O imunizante vai ser distribuído pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) para ser usado em todo o país. 

Com o lote de hoje, o Butantan alcança a marca de 52,2 milhões de doses entregues desde janeiro. A previsão é que até o final de setembro o instituto tenha disponibilizado 100 milhões de doses da vacina ao PNI.

A entrega de hoje é referente ao processamento de 3 mil litros de ingrediente farmacêutico ativo (IFA) recebidos da China no último dia 25 de maio. A matéria-prima permitiu a produção de 5 milhões de doses.

O Butantan espera receber até o fim deste mês mais uma remessa com 6 mil litros de IFA para poder envazar mais 10 milhões de doses. 

Segundo os últimos dados disponibilizados pelo governo estadual, já foram aplicadas em São Paulo 20,2 milhões de doses, sendo 5,8 milhões da segunda dose da imunização.

Prefeitura de Iguaracy proibe fogueiras e fogos de artifícios no período junino

A Prefeitura de Iguaracy, conforme decreto nº 036/2021, decretou a proibição de fogueiras e a comercialização de fogos de artifícios durante o período junino.

De acordo com o decreto, para a decisão, o município levou em consideração a situação epidemiológica causada pela Covid-19.

Desde o início da pandemia, o município registrou 737 casos positivados e 27 óbitos. Atualmente, há 17 casos ativos e 72 em investigação.

O decreto foi expedido na manhã desta sexta-feira (18) e entra em vigor a partir da data de sua publicação.

Afogados: idoso vacinado com as duas doses morre vítima da COVID-19

A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que nesta quinta (17) foram registrados 24 casos novos para a COVID – 19. Desses, 03 estavam em investigação.

São 11 pacientes do sexo feminino, com idades de 14, 20, 28, 32, 32, 33, 35, 38, 41, 43 e 83 anos (2 doses); e 13 pacientes do sexo masculino, com idades de 11 meses, 03, 23, 27, 27, 29, 37, 43, 48, 63 (2 doses), 68 (2 doses), 69 (1 dose) e 83 anos (2 doses). Entre as mulheres: 01 autônoma, 02 agricultoras, 01 técnica administrava, 01 caixa, 01 professora (rede pública), 01 vendedora, 02 estudantes (1 rede privada e 01 rede pública), 01 aposentada e 01 dona de casa. Já entre os homens: 02 sem informação, 01 professor (rede pública), 03 aposentados, 02 agricultores, 01 desempregado, 01 menor, 01 mecânico, 01 técnico de informática e 01 menor.

Hoje não temos novos casos novos em investigação e 254 pacientes apresentaram resultados negativos para a covid-19.

Nesta quinta, 52 pacientes apresentaram cura após avaliação clínica e/ou epidemiológica. O município atingiu a marca de 4.890 pessoas (94,29%) recuperadas para covid-19. Atualmente, 229 casos estão ativos.

Óbito: Paciente do sexo masculino, 83 anos, aposentado, hipertenso, com histórico de AVC e de problemas renais crônicos. O mesmo havia recebido as 02 doses da vacina. O mesmo faleceu no HREC em 14/06 por complicações da COVID – 19. Nossos sentimentos a todos os amigos e familiares.

Afogados atingiu a marca de 20.586 pessoas testadas para covid-19, o que representa 55,25% da nossa população.

Casos leves x SRAG/covid- 19:
Leves (5.028 casos), 96,95%
Graves (158 casos), 3,05%.

Vacinação no Brasil: mais de 28% tomaram a primeira dose de vacinas contra a Covid

Desde o começo da vacinação no Brasil, mais de 28% já tomou a primeira dose de vacinas contra a Covid. São 60.381.020 de doses aplicadas, segundo dados do consórcio de veículos de imprensa, divulgado às 20h desta quinta-feira (17), o que corresponde a 28,51% da população.

A segunda dose foi aplicada em 24.085.577 de pessoas, o que corresponde a 11,37% da população.

Somando a primeira e a segunda doses, 84.466.597 vacinas foram aplicadas.

De ontem para hoje, a primeira dose foi aplicada em 2.088.159 pessoas e em132.686 na segunda dose, com um total de 2.220.845 doses aplicadas neste intervalo. É o dia com maior número de aplicações da primeira dose e o dia com maior número de doses aplicadas no total desde o começo da vacinação, em janeiro.

O número total de segunda dose nesta quinta-feira é menor do que o registrado ontem por conta de uma reformulação do sistema de contabilização de doses do painel Vacinômetro de Minas Gerais. A Secretaria de Saúde do estado informou que “alguns municípios informaram em campos errados o total de doses aplicadas. Ontem (16/6), o mesmo foi verificado e retificado pelas equipes da secretaria, com a republicação de uma nova versão do Boletim atualizada.”

Total de vacinados, segundo os governos, e o percentual em relação à população do estado:

AC: 1ª dose – 172.372 (19,27%); 2ª dose – 65.406 (7,31%)

AL: 1ª dose – 857.429 (25,58%); 2ª dose – 311.224 (9,29%)

AM: 1ª dose – 1.116.113 (26,53%); 2ª dose – 516.813 (12,28%)

AP: 1ª dose – 158.778 (18,42%); 2ª dose – 62.397 (7,24%)

BA: 1ª dose – 4.292.207 (28,75%); 2ª dose – 1.657.451 (11,1%)

CE: 1ª dose – 2.424.238 (26,39%); 2ª dose – 1.088.560 (11,85%)

DF: 1ª dose – 849.476 (27,8%); 2ª dose – 328.391 (10,75%)

ES: 1ª dose – 1.314.441 (32,34%); 2ª dose – 472.475 (11,63%)

GO: 1ª dose – 1.918.836 (26,97%); 2ª dose – 682.875 (9,6%)

MA: 1ª dose – 1.877.616 (26,39%); 2ª dose – 572.667 (8,05%)

MG: 1ª dose – 6.018.587 (28,27%); 2ª dose – 2.613.670 (12,27%)

MS: 1ª dose – 1.027.009 (36,59%); 2ª dose – 393.543 (14,01%)

MT: 1ª dose – 781.033 (22,15%); 2ª dose – 300.653 (8,53%)

PA: 1ª dose – 1.903.503 (21,9%); 2ª dose – 805.318 (9,27%)

PB: 1ª dose – 1.065.302 (26,37%); 2ª dose – 472.901 (11,71%)

PE: 1ª dose – 2.676.182 (27,83%); 2ª dose – 1.018.522 (10,59%)

PI: 1ª dose – 816.954 (24,9%); 2ª dose – 309.469 (9,43%)

PR: 1ª dose – 3.487.926 (30,29%); 2ª dose – 1.291.786 (11,22%)

RJ: 1ª dose – 4.041.027 (23,27%); 2ª dose – 1.743.280 (10,04%)

RN: 1ª dose – 959.458 (27,15%); 2ª dose – 393.609 (11,14%)

RO: 1ª dose – 371.333 (20,67%); 2ª dose – 143.464 (7,99%)

RR: 1ª dose – 117.971 (18,69%); 2ª dose – 63.418 (10,05%)

RS: 1ª dose – 4.047.548 (35,43%); 2ª dose – 1.650.778 (14,45%)

SC: 1ª dose – 2.256.040 (31,11%); 2ª dose – 769.627 (10,61%)

SE: 1ª dose – 646.261 (27,87%); 2ª dose – 218.403 (9,42%)

SP: 1ª dose – 14.815.077 (32,01%); 2ª dose – 5.998.026 (12,96%)

TO: 1ª dose – 342.687 (21,55%); 2ª dose – 139.081 (8,75%)

Bolsonaro diz que contaminação é mais eficaz que vacina; especialistas contestam

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na noite desta quinta-feira (17), durante transmissão ao vivo pela internet, que — para efeito de imunização contra a Covid — é mais eficaz contrair o vírus que se vacinar.

A fala de Bolsonaro remete à estratégia da chamada “imunidade de rebanho“, contestada por infectologistas e especialistas em saúde pública.

Eu já me considero — eu não me considero não, eu estou — vacinado, entre aspas. Todos que contraíram o vírus estão vacinados, até de forma mais eficaz que a própria vacina — que você pegou o vírus para valer. Então, quem contraiu o vírus, não se discute, esse está imunizado“, afirmou Bolsonaro na “live”, ao lado do deputado Major Vitor (PSL-GO), ex-líder do governo na Câmara.

A tese da imunidade de rebanho pressupõe a superação da pandemia por meio de um alto número de infectados, o que, supostamente, deixaria grande parcela da população imunizada. Só que essa estratégia, de acordo com especialistas, não funciona para a Covid. Muitas pessoas morreriam no processo. Além disso, quem já teve a doença pode ser reinfectado.

Morre o ator e diretor de teatro Carlos Reis, conhecido por interpretar Jesus na Paixão de Cristo

Faleceu o ator, diretor de teatro e agrônomo Antônio Carlos de Souza Reis, aos 84 anos, nesta quarta-feira (16). Carlos Reis trabalhou como ator na Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, interpretando vários vários personagens, inclusive Jesus por oito anos. Nas duas ultimas décadas, ele passou a dirigir o espetáculo, que é o maior e mais tradicional do País, ao lado de Lúcio Lombardi. Ele foi sepultado na tarde desta quinta-feira (17) no cemitério de Santo Amaro, no Centro.

“Conselheiro, dedicado e extremamente profissional, acolhia o elenco a cada temporada como se fosse a primeira. Ensinava, conduzia e distribuía delicadeza…Aqui, nas muralhas de pedra do maior teatro ao ar livre do mundo, se sentia em casa, seja atuando ou dirigindo, colaborando nos bastidores com a produção ou, simplesmente, ouvindo.”, disse um dos trechos do comunicado da Paixão de Cristo.

O Teatro de Nova Jerusalém continuou a nota pontuando a trajetória do ator e diretor frente ao espetáculo. “Foste um rei, de fato, Carlos, nessa tua passagem entre nós. Um rei de conto de fadas: gentil, afável, profissional e, sobretudo, fiel aos amigos. Teu lugar é mesmo no palco, na terra ou no céu, brilhando como nas noites estreladas de Nova Jerusalém. Estamos muito tristes e sentiremos muito tua falta, mas continuaremos firmes, apesar de todas as adversidades, para levarmos adiante esse legado”, pontuou.

No ano passado, ele chegou a abrir uma vaquinha virtual para custear os tratamentos para uma leucemia linfocítica crônica. “Por conta da pandemia, minhas despesas aumentaram consideravelmente e minha única receita é a aposentadoria, uma vez que o teatro está completamente parado, e, portanto, adquiri dívidas esgotando-se toda minha reserva”, dizia o texto do ator no portal de arrecadação. Até esta quinta-feira (17), havia 106 apoiadores da causa.

Com 79 óbitos registrados nas últimas 24h, Pernambuco passa das 17 mil mortes pela Covid-19

Pernambuco registrou, nas últimas 24 horas, 79 óbitos pela Covid-19, ocorridos entre 7 de junho de 2020 e essa quarta-feira (16). Com as novas notificações, o Estado passa da triste marca de 17 mil mortes pela doença desde o início da crise sanitária, em março de 2020. Agora, são 17.069 vítimas fatais.  

Entre os novos óbitos 37 foram de pacientes masculinos e 42 femininos. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Abreu e Lima (1), Afogados da Ingazeira (1), Amaraji (2), Belo Jardim (2), Bom Conselho (1), Bom Jardim (1), Cabo de Santo Agostinho (5), Camaragibe (2), Carnaíba (1), Caruaru (4), Casinhas (1), Escada (1), Gameleira (1), Gravatá (1), Ibirajuba (1), Igarassu (1), Itaíba (1), Jaboatão dos Guararapes (9), Limoeiro (3), Macaparana (1), Palmares (3), Panelas (1), Paulista (1), Petrolina (2), Pombos (1), Quipapá (1), Recife (21), Riacho das Almas (1), Salgueiro (1),
São Bento do Una (1), São Lourenço da Mata (2), Serra Talhada (2), Trindade (1) e Vitória de Santo Antão (1). 

Os pacientes tinham idades entre 21 e 92 anos. A principal faixa etária dos vitimados pela doença ficou com 50 a 59 anos, com 23 óbitos. As outras se dividem em 20 a 29 (4), 30 a 39 (5), 40 a 49 (13), 60 a 69 (11), 70 a 79 (12), 80 ou mais (11). Do total, 63 tinham doenças preexistentes: diabetes, doença cardiovascular, obesidade, hipertensão, doença respiratória, tabagismo, doença renal, doença hepática, etilismo, imunossupressão, doença neurológica e doença de Alzheimer. Os demais seguem em investigação.

Agora, Pernambuco totaliza 530.077 casos confirmados da doença, sendo 48.065 graves e 482.012 leves, e 17.069 mortes pela Covid-19.